???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10466
Tipo do documento: Dissertação
Título: Educação profissional e relações de gênero: razões de escolha e a discriminação
Educação profissional e relações de gênero: razões de escolha e a discriminação
Título(s) alternativo(s): Professional education and gender relations: reasons of choice and discrimination
Professional education and gender relations: reasons of choice and discrimination
Autor: Almeida, Andréia de
Primeiro orientador: Giovinazzo Junior, Carlos Antonio
Resumo: Este trabalho visa compreender como acontece a escolha profissional de alunos e alunas, examina também as diferenças e semelhanças entre homens e mulher na busca de formação profissional, analisando ainda a existência ou não de discriminação sofrida ou praticada por homens e mulheres em um curso técnico majoritariamente masculino. As relações de gênero e os aspectos concernentes à profissionalização são focalizados neste trabalho, que tem como referencial teórico a Teoria Crítica da Sociedade. Selecionamos para esta pesquisa estudantes do curso de automação industrial do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Campus Guarulhos.Foi realizada aplicação de questionário para uma amostra de 25 estudantes, sendo 12 alunas e 13 alunos. Trabalhou-se com duas hipóteses: I) as impressões sobre as oportunidades de trabalho são a base a partir da qual os jovens justificam suas escolhas; além disso, suas decisões são baseadas nas expectativas de sucesso profissional e financeiro; II) é possível observar, nas manifestações dos estudantes sobre o fato de certas áreas ou carreiras serem dominadas por homens, a persistência da discriminação das mulheres. A primeira foi parcialmente confirmada, pois apesar de os estudantes do sexo masculino apontarem a expectativa do sucesso profissional e financeiro esta não foi a resposta mais recorrente; eles indicaram por ordem de preferência primeiramente a identificação com a área, seguida pela possibilidade de ascensão profissional e social, a satisfação pessoal e a qualidade do curso. Já as mulheres indicaram a qualidade do curso, seguida pela possibilidade de ascensão profissional e social e como caminho que permite a continuidade nos estudos. Pôde-se perceber a elaboração da identidade do ―ser homem‖ e do ―ser mulher‖ enraizada na sociedade nas respostas dos pesquisados, bem como o fato que tal elaboração ainda direciona não só as escolhas profissionais, mas ainda influencia o modo como a escolha é realizada nessa elaboração. Constatou-se também a persistência do preconceito e a discriminação sofrida pelas alunas, isso pelo fato de serem mulheres e estarem em um curso considerado ―masculino‖
Abstract: This work aims to understand how professional choice by students is made, examining also differences and similitudes between men and women searching professional formation and analyzing the existence of discrimination suffered or practiced by men and women in a technical course most frequented by men. Gender relations and professionalization related aspects are focused in this work, which has the Critical Theory of Society as its theoretical ground. Students of the Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo industrial automation course, campus Guarulhos, were selected for this research. A questionnaire was applied to a sample of 25 students, 12 women and 13 men. Two hypotheses were considered: I) opinions on work opportunities are the ground from where youngsters justify their choices; besides, their decisions are based on professional and financial success expectations; II) it is possible to observe persistence of discrimination towards women in students sayings regarding areas or careers that are majorly occupied by men. The first hypothesis was partially confirmed as men students point professional and financial success expectations as a reason for studying, but this answer was not the most recurring one. They preferred to point first identification with the area, followed by the possibility of professional ascension, personal satisfaction and course s quality. Women, by their turn, pointed course s quality as their first reason, followed by professional ascension and studies continuity. It could be noted a elaboration of ―being man‖ and ―being woman‖ socially rooted in the responses of the students, and also that this elaboration still drives professional choices and influences the way those choices are made. It was noted as well the persistence of prejudice and discrimination suffered by the women merely by their gender in a course considered ―manly‖
Palavras-chave: Educação e profissionalização
Ensino técnico
Juventude
Teoria crítica da sociedade
Education and professionalization
Technical education
Youth
Critical theory of society
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Almeida, Andréia de. Professional education and gender relations: reasons of choice and discrimination. 2015. 112 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10466
Data de defesa: 19-Feb-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andreia de Almeida.pdf995,84 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.