???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10599
Tipo do documento: Tese
Título: Violências nas escolas e juventude: um estudo sobre o bullying escolar
Autor: Nogueira, Rosana Maria César Del Picchia de Araujo
Primeiro orientador: Silveira Bueno, José Geraldo
Resumo: O objetivo deste estudo foi analisar e refletir sobre a temática violências nas escolas e juventude , incidindo principalmente sobre o bullying escolar, sob a ótica de adolescentes de classes médias e de segmentos de elites, em duas escolas, sendo uma pública e outra privada na cidade de São Paulo. Com base nas ciências sociais, buscouse como referência as idéias de Norbert Elias (1996) a respeito do processo civilizador, quando denomina as pequenas violências ou as pequenas agressões do cotidiano que se repetem sem parar, a transgressão dos códigos de boas maneiras ou da ordem estabelecida, de incivilidades, para efeito de distinção das condutas criminosas ou delinqüentes; em Tarde (1986) o conceito de coletividade puramente espiritual e coletividade amorfa e passiva entre outros. A questão central que pautou este trabalho é a reflexão sobre a representação que os jovens têm sobre a violência entre colegas e a ocorrência do bullying escolar. Nossa fonte de dados circunscreve-se às entrevistas realizadas com quatro alunos de oitavas séries, sendo dois meninos e duas meninas de cada escola, professores, equipe técnico-pedagógica e agentes escolares; observações e consulta à documentação. Com intuito de situar os atores envolvidos, o trabalho colocou como uma de suas metas a investigação do aluno adolescente, a sua escola, a sua família e a suas relações com os colegas e como os adultos na sua vida escolar e os sentidos que eles atribuem ao fenômeno da violência. Partiu-se do pressuposto de que ambas as escolas apresentam práticas de violência entre pares; os atores envolvidos nas condições de agressores, de agredidos ou de agressores/ agredidos entendem por violência física: as brigas, depredações, agressões físicas e por violência não física: ofensas verbais, institucionais, discriminações, segregações e humilhações e desconhecem o que seja bullying nas escolas e que os professores, equipe técnico-administrativa e inspetores estão mais preocupados nas escolas investigadas, com os casos de indisciplina na escola, sendo a falta de disciplina entre alunos, do que com os casos de violência entre pares e o bullying escolar independe de questões de gênero, estando presente tanto entre as jovens como entre os jovens. Os principais achados possibilitaram observar que nas duas escolas investigadas, as ações socializadoras incidem muito mais sobre o aspecto pedagógico, o que deixa em segundo plano a proposta educativa. Onde se verifica essa ausência, a escola não funciona como retradutora dos valores sociais e termina por permitir que ideais de discriminação e preconceito, por exemplo, invadam e se estabeleçam no espaço escolar. A falta de alcance da ação socializadora e mesmo o ambiente relacional promovem o aparecimento de brechas que permitem aos alunos a construção de experiências escolares, dentre elas, a experiência da violência. As duas escolas apresentam semelhanças e diferenças, entretanto, em todo o caminho percorrido, observou-se que o ponto decisivo de convergência é a presença do bullying
Abstract: The objective of this study was to analyze and to reflect on the issue of violence in schools and youth , leading mainly to bullying in school, according to middle class adolescents and parts of the elites in two schools, a public one and a private one, in the city of São Paulo. Based on the social sciences of the ideas of Norbert Elias (1996) taken as reference regarding the civilized process, considering minor violence and aggressions that are always happening, the violation of the codes of good manners or the established order, the incivility, so that it is possible to differ what a criminal or delinquent behaviors are, in Tarde (1986) the concept of purely spiritual collective and acquiescent and passive collective among others. The principal aim of this project is to reflect how the young see violence among colleagues and the bullying that happens in the school. Our source of data confines in the interviews given by four 8th graded pupils, two boys and two girls of each school, teachers, some members of the pedagogical team, other school members, some observations and documents. In order to point out the concerned people in the project, its aim was based on the teenager student, his school, his family and his relationships with classmates and adults inside the school and how he attributes the phenomenon of violence. It was taken for granted that violence occurred between pairs in both schools, the concerned people seen as attackers and attacked with physical violence such as fights, depredations, assaults, and also not physical violence such as offences, insults, discriminations, segregations and humiliations and the fact that they are unaware of what school bullying is. Teachers, administrative staff and minders of the schools mentioned above are rather worried with indiscipline cases in the school, the lack of discipline among students, than with the violence cases among colleagues and school bullying among these young people. The most important finding observed in both schools is that social actions rather affect the pedagogical side, leaving the educative proposal behind. When this gap happens, the school can not reproduce good models of social values, on the other hand, it lets discrimination and prejudice invade and settle down inside the school. The lack of social actions and the environment itself promote room allowing students to have experiences such as violence. Although, there are similarities and differences in both schools, the critical single point is the bullying
Palavras-chave: Violências nas escolas
Juventude
Bullying escolar
Violence in the schools
Youth
School bullying
Bullying
Estudantes -- Atitudes
Juventude -- Atitudes
Violencia
Violencia na escola
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Nogueira, Rosana Maria César Del Picchia de Araujo. Violências nas escolas e juventude: um estudo sobre o bullying escolar. 2007. 258 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10599
Data de defesa: 30-Jul-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rosana Nogueira.pdf1,19 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.