???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10707
Tipo do documento: Dissertação
Título: Prescrições civico-morais e a formação do cidadão: um estudo sobre a introdução do escotismo nas escolas públicas de São Paulo (1917-1922)
Autor: Gabriel, Yara Cristina
Primeiro orientador: Bontempi Junior, Bruno
Resumo: Esta dissertação analisa a imprementação do escotismo nas escofas públicas do Estado de São Paulo como parte do projeto de reforma da educação, iniciado a partir das primeiras décadas do século XX, que se propunha a difundir a educação popular entre os brasileiros, visando à reformulação de seus costumes e hábitos, constituindo um novo estatuto de cidadania baseado em valores cívico-morais e construindo o novo homem republicano. o escotismo foi introduzido nas escolas paulistas em 1917, vinculado ao projetode formação cívica empreendidopelo poder público.Em seguida, em 1920, foi implementado como prática curricular e, em 1922, foi regulamentado como atividade obrigatória para todos os alunos das escolas públícas Estado. o objetivo central desta pesquisa é investigar como e por que se prescreveu o escotismo como prática escolar, e de que forma as reformas da instrução pública em São Paulo procuraram adaptar o escotismo à estrutura e funcionamento da escola primária paulista
Abstract: This dissertation analyzes the implementation of the Soout at publie schools of the São Pauto's state as part of the education reform project. initiated trom the tirst decades of the XX century, whieh was proposed to spread the popular education among Brazilians, airning at changing their behavior and habits, oonstituting a new citizenship statute based on avie moral values and building a new republican mano The Scout was introduCed into schools in 1917 and it was entailed to the civie formation project by the publie power soan after, in 1920, it was implemented like a curricular practioo, and in 1922 was regulated like a oompulsory aetivityfor ali studentsat São Paulo's public schools. The central goal of this is to investigate how and why it was prescribed like a school practice, and how the reforms of the public instruction in São Paulo tried to a adapt the Soout to the structure and operation of São Paulo's primary school
Palavras-chave: Escoteiros e escotismo - São Paulo (estado)
Baden-Powell, Robert Stephenson Smyth, 1857-1941
Escolas públicas - São Paulo (estado)
cidadania
formação escolar
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Gabriel, Yara Cristina. Prescrições civico-morais e a formação do cidadão: um estudo sobre a introdução do escotismo nas escolas públicas de São Paulo (1917-1922). 2003. 103 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10707
Data de defesa: 30-Mar-2003
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_168827.pdf2,45 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.