???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11958
Tipo do documento: Tese
Título: Processos de verificação e validação da amplificação em crianças com deficiência auditiva: índice de inteligibilidade de fala - SII e comportamento auditivo
Autor: Figueiredo, Renata de Souza Lima 
Primeiro orientador: Novaes, Beatriz Cavalcanti de Albuquerque Caiuby
Resumo: Estabelecer a relação entre audibilidade para sons de fala e características audiológicas e de respostas comportamentais em bebês e crianças com até três anos de idade usuárias de aparelhos de amplificação sonora. Métodos: Para estudar a relação audibilidade e características audiológicas, foram selecionadas 41 crianças com idades entre 4 e 80 meses, totalizando 78 orelhas para análise. Foram considerados os limiares auditivos nas frequências 250, 500, 1000, 2000 e 4000Hz e analisados valores do índice de inteligibilidade de fala (SII) para os sinais de entrada 55, 65 e 75dB NPS, obtidos na verificação dos AASI no equipamento Verifit®Audioscan, totalizando 312 valores de SII. Para estudar a relação audibilidade e respostas comportamentais, foram selecionados 8 crianças com idades entre 11 e 28 meses. O comportamento auditivo foi observado por meio do instrumento de avaliação sistemática do comportamento auditivo para sons de fala (Os seis sons de Ling e 4 onomatopeias) antes e depois de atividade de familiarização dos estímulos em 3 diferentes distâncias entre o avaliador e o microfone do AASI. A intensidade do dos estímulos foi controlada com decibelímetro. A qualidade das respostas foi analisada considerando variáveis de confusão quando identificada discrepância entre o comportamento esperado e observado em cada caso. Resultados: As perdas auditivas foram classificadas em cinco grupos homogêneos quanto as características audiológicas (grau e configuração audiométrica) e heterogêneos entre si. A partir dos grupos determinou-se 3 intervalos de valores de SII. O intervalo de valores SII entre 36 a 55% foi o mais afetado quando alterada a intensidade do sinal de entrada. Foram determinadas equações para classificação da perda auditiva conforme grupos e, equações para determinação de valores de SII ajustado. No estudo dos 8 casos, observou-se que as duas crianças com audibilidade expressa por valores de SII 65 piores que 20% não apresentaram repostas para distâncias maiores. Para todos os casos observou-se mudança na qualidade da resposta auditiva após a familiarização dos estímulos. Fatores complexos como otite média de repetição, inconsistência no uso da amplificação e progressão da perda auditiva estavam presentes em alguns dos casos estudados e parecem ter influenciado na qualidade do comportamento auditivo observado. Conclusões: O SII é uma medida objetiva que permite avaliar a adequação da amplificação para diferentes características de perdas auditivas e, determinar a capacidade auditiva. O SII tem relação mais forte com a relação dinâmica entre o grau e configuração audiométrica, quando comparada com sua relação com o grau da perda auditiva isoladamente. Para tanto uma nova classificação da perda auditiva por grupos foi determinada. Perdas auditivas classificadas no Gr4, com valores de SII no intervalos de 36 a 55% são as mais afetadas quando alterada a intensidade do sinal de entrada ou a distância entre o falante e microfone do AASI. O processo de validação da amplificação em crianças com a avaliação sistemática do comportamento auditivo com a familiarização dos estímulos de teste, mostrou que as crianças até três anos de idade precisam conhecer os estímulos para que respostas auditivas sejam possíveis de ser observadas, garantindo assim a fidedignidade dos resultados. Casos classificados com perdas auditivas no Gr4 apresentaram mudanças na qualidade das respostas auditivas observadas para as distâncias maiores. Fatores complexos afetam a qualidade das respostas auditivas observadas
Abstract: Objective: to establish the relationship between audibility for speech sounds, audiological characteristics and auditory behavioral responses in infants and children under three years of age with sensorineural hearing loss. Method: 41 children aged between 4 and 80 months participated in the study. Seventy-eight ears were analyzed. Auditory thresholds at 250, 500, 1000, 2000 and 4000Hz were considered and values of speech intelligibility index (SII) for the input signals 55, 65 and 75dB SPL were obtained in the Verifit®Audioscan hearing aid analyzer. Three hundred and twelve SII values were obtained. To study the relationship between audibility and auditory behavioral responses, 8 children aged between 11 and 28 months were selected. Auditory response for speech stimulus was observed (the Ling six and four onomatopoeias), before and after the stimuli familiarization activity, controlled by a decibel meter at different distances between evaluator and hearing aid microphone. Other variables were considered for auditory response quality analysis, besides SII values, when identified discrepancy between the expected and the observed behavior in each case. Results: the hearing thresholds have been classified into five groups as homogeneous audiological characteristics (degree and audiometric configuration) and heterogeneous among themselves. Three ranges of SII values were determined from within the groups. The range of 36 to 55% was the most affected by input signal intensity changes. Equations for classification of hearing loss as groups and equations for determination of adjusted SII values were established. In the 8-case study, two children with audibility expressed by SII 65 values lower than 20% did not provide answers for longer distances. In all cases, changes were observed in quality of post-familiarization-activity auditory behavior response. Complex factors such as otitis media, inconsistency of hearing aid use and hearing loss progression were present in some cases and seem to have influenced the quality of auditory behavior observed. Conclusions: SII is an objective measure that allows for amplification adequacy assessment of different hearing loss characteristics, as well as determination of hearing capacity. SII has a stronger correlation with the dynamic relationship between the degree and configuration of hearing loss, when compared to the relationship with the degree of hearing loss alone. Therefore a new classification of hearing loss by groups was established. Hearing losses Gr4 with SII values between 36 to 55% are most affected when the input signal intensity or the distance between speaker and the hearing aid microphone changes. The process of amplification validation in infants with systematic auditory behavior evaluation through familiarization stimuli tests showed that children of up to three years need to be familiar with the stimuli in order to trigger observable auditory responses, thus ensuring results compatible with auditory capacity. Cases classified with hearing loss group Gr4 showed changes in auditory response quality at greater distances. Complex factors affect the quality of auditory behavior responses observed
Palavras-chave: Inteligibilidade da fala
Auxiliares de audição
Perda auditiva
Criança
Reabilitação de deficientes auditivos
Speech intelligibility
Hearing aids
Hearing loss
Child
Rehabilitation of hearing impaired
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Figueiredo, Renata de Souza Lima. Processos de verificação e validação da amplificação em crianças com deficiência auditiva: índice de inteligibilidade de fala - SII e comportamento auditivo. 2013. 223 f. Tese (Doutorado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11958
Data de defesa: 21-Mar-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Renata de Souza Lima Figueiredo.pdf14,24 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.