???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12112
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fonoaudiologia e comunicação suplementar e alternativa: método clínico em questão
Título(s) alternativo(s): Speech and hearing pathology and augmentative and alternative communication: clinical method in question
Autor: Panhan, Helena Maria Soares
Primeiro orientador: Spinelli, Mauro
Resumo: Este estudo discute a Clínica Fonoaudiológica e suas possíveis articulações com Comunicação Suplementar e Alternativa (CSA). Partindo da prática clínica no atendimento de sujeitos que apresentam patologias de linguagem, com sintomas visíveis na fala, ou enquanto produção articulatória e/ou enquanto produção de sentidos, procuro traçar os contornos teórico-práticos deste fazer. Para tanto, através do estudo longitudinal de um sujeito, é apresentado material clínico que permite contemplar procedimentos terapêuticos fonoaudiológicos tendo a CSA como foco diferencial na atendimento clínico/terapêutico. Para nortear a discussão do material clínico, realizo uma revisão bibliográfica, na qual identifico o que vem sendo feito e sinalizo os alicerces da CSA. A literatura surge como ponto de apoio das reflexões, ao abrir um retrato de dizeres de autores nacionais e internacionais, que revelam uma prática realizada por diferentes profissionais, entre eles, fonoaudiólogos, educadores e psicólogos. A insuficiência de trabalhos publicados, principalmente os delineados pelo paradigma sujeito/linguagem, instigaram a realização de um trabalho que pudesse descrever a CSA, no espaço clínico/terapêutico fonoaudiológico. A CSA, por não carregar em si estrutura de funcionamento, não garante a especificidade de um fazer que seja clínico, ou que considere uma só perspectiva de clínica, de linguagem e de sujeito. Neste trabalho, situo a CSA, como parte do método clínico fonoaudiológico e anuncio que as especificidades deste fazer só ganham sentido dentro dos processos terapêuticos inscritos na clínica fonoaudiológica. Na descrição desta prática faço um delineamento do método clínico interpretativo discursivo e redimensiono o lugar da CSA, ao articular procedimentos clínicos e teorias
Abstract: This study discusses the Clinical Practice of Speech and Hearing Pathology and possible applications of Alternative and Augmentative Communication (AAC). On the basis of clinical practice with subjects who present language pathology, whose symptoms are apparent in their speech, while producing articulation in the attempt to produce meaning, I have attempted to draw the contours of this practice on both theoretical and treatment levels. By means of a longitudinal study of one subject, I have presented clinical material that enables one to analyze speech and hearing therapy procedures with AAC as a differential focus for clinical/therapeutic treatment. The overview of the literature identifies what is being done in the field with AAC while providing the foundations for this work, and this is the basis for the discussion of the clinical material. The literature offers support for further understanding as it draws a picture of what national and international authors are saying, revealing different professionals' treatment strategies, among whom are speech and hearing pathologists, educators and psychologists. The paucity of publications, especially those based on the subject/language paradigm, instigate the production of a study which describes AAC in the clinical/therapeutic context of speech and hearing pathology. Because MC is not in itself imbued with a structure for functioning, it cannot guarantee specificities of clinical practice or of a practice capable of one sole view of clinical setting, language theory or subject role. In this study, I view AAC as part of the speech and hearing pathology clinical method, and state that the specificity of this practice can only gain meaning within the therapeutic processes inscribed within speech and hearing pathology clinic. While describing this practice, I draw up a discursive interpretive clinical method and reassign AAC to a new place, through articulation of clinical and theoretical procedures
Palavras-chave: Comunicacao suplementar e alternativa
Metodo clinico
Processo terapeutico
lternative and Augmentative Communication
Clinical method
Therapeutic processe
Fonoaudiologia
Disturbios da fala -- Terapia
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Panhan, Helena Maria Soares. Fonoaudiologia e comunicação suplementar e alternativa: método clínico em questão. 2001. 102 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2001.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12112
Data de defesa: 1-Dec-2001
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Helena Maria Soares Panhan.pdf3,31 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.