REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/12689
Tipo: Dissertação
Título: Anarco - Sindicalistas: a visão dos libertários de ciência e tecnologia
Autor(es): Maza, Fabio
Primeiro Orientador: Khoury, Yara Maria Aun
Resumo: Este trabalho teve como objetivo tentar recuperar, através da prática dos anarco-sindicalistas brasileiros, as noções que este grupo especifico construiu no decorrer dos anos de 1910 a 1930 sobre ciência e tecnologia. Para que isso acontecesse, foi necessário identificar num primeiro momento, uma serie de mudanças tecnológicas que ocorreram na indústria brasileira no decorrer do período, especialmente em alguns setores, como ferroviário, têxtil, o gráfico, o da panificação, o da chapelaria, o da alfaiataria o dos vidreiros e sapateiro. Perceber como os anarco-sindicalistas lidaram com estas alterações tecnológicas e que papel atribuíam à tecnologia, foi uma das principais razões deste trabalho. Neste sentido foi necessário focar basicamente o mundo do trabalho visando reconstruir as contradições entre o processo de transformação tecnológica e de organização do trabalho com a prática anarco sindicalista. Outra preocupação foi tentar reconstruir a noção de ciência e os diversos elementos formadores e informativos do universo cultural dos libertários, e de que forma estes dialogavam com outras correntes de pensamentos de sua época. A noção de ciência dos anarco sindicalista inscrevia-se numa forma de pensar cientificista e anti-clerical, comum a outras maneiras de pensar do inicio desde século. Ao analisar a pratica libertaria na criação de suas escolas racionais, percebemos de que forma e quais as influencias- foram sendo elaboradas as noções de razão e ciência pelos anarco-sindicalistas. Buscando identificar um clima comum de época, tomou-se o cuidado de não se fazer em aproximações aleatórias entre anarco-sindicalista e outras formas de agir e pensar. Embora os anarco-sindicalistas acreditassem na tecnologia e na ciência como libertadoras e realizadoras da felicidade humana crença comum a outros horizontes ideológicos buscou-se diferenciá-los de outros grupos sociais através de seus respectivos projetos políticos e principalmente pela reconstrução da pratica dos militantes anarquistas
Palavras-chave: Movimento operario
Anarquistas
Mudancas tecnologicas
Vida social
Anarquistas -- Brasil
Ciencia -- Filosofia
Trabalhadores -- Atividades politicas -- Brasil
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: História
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Maza, Fabio. Anarco - Sindicalistas: a visão dos libertários de ciência e tecnologia. 1993. 294 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1993.
Tipo de Acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12689
Data do documento: 30-Nov-1993
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fabio Maza.pdf
  Restricted Access
12,4 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.