???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13287
Tipo do documento: Dissertação
Título: Zoonomia de Erasmus Darwin: uma análise epistêmica
Título(s) alternativo(s): Erasmus Darwin s Zoonomia: an epistemic analysis
Autor: Bonduki, Sonia 
Primeiro orientador: Priven, Silvia Irene Waisse de
Resumo: Erasmus Darwin (1731-1803) foi médico, botânico, filósofo, inventor e poeta. Ao se estudar mais profundamente sua vida e sua obra, encontra-se um ativo homem de ciência na Inglaterra do século XVIII, tendo, inclusive, participado da fundação de sociedades de estudiosos, tais como a Lunar Society de Birmingham. Atualmente mais conhecido por ter sido o avô de Charles Darwin e Francis Galton, chegou-se, inclusive, a se atribuir a ele uma antecipação das ideias evolucionistas do primeiro. No entanto, Zoonomia é uma obra destinada a apresentar os fundamentos da teoria e da prática da medicina aos seus colegas. De acordo com Darwin, as leis da vida orgânica se resumem à operação das faculdades do princípio de movimento, que chama de espírito de animação e, com base nas ideias prevalentes na época, reduz à irritação, à sensação, à vontade e à associação. Na sua nosologia, aplica a taxonomia botânica de Carl Von Linné a essas faculdades, de modo a apresentar uma classificação racional das doenças que, ao mesmo tempo, serve como base à terapêutica
Abstract: Erasmus Darwin (1731-1803) was a doctor, botanist, philosopher, inventor and poet. A closer look into his life and work unveils an active 18th-century English man of science, who had a significant role in the foundation of learned societies, such as Birmingham s Lunar Society. Mostly known in the present time as Charles Darwin and Francis Galton s grandfather, he was eventually attributed some anticipations of the former s ideas on evolution. However, Zoonomia was written to introduce the foundations of medical theory and practice to colleagues. According to Darwin, the laws of organic life corresponded to the operation of the faculties of the principle of motions, which he named as spirit of animation. Having resource to some of the ideas most prevalent in his time, he listed such faculties as being four: irritation, sensitivity, sensitivity, volition, and association. Consistently, in his nosology, Darwin applied Carl von Linné´s botanical taxonomy to those faculties to formulate a rational classification of disease, which could also serve as a therapeutic guide
Palavras-chave: Medicina no século XVIII
Inglaterra
Erasmus Darwin
Leis da vida orgânica
18th century medicine
England
Laws of organic life
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DAS CIENCIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História da Ciência
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: Bonduki, Sonia. Erasmus Darwin s Zoonomia: an epistemic analysis. 2013. 92 f. Dissertação (Mestrado em História da Ciência) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13287
Data de defesa: 4-Nov-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sonia Bonduki.pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.