REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/13501
Tipo: Dissertação
Título: O corpus do jornal: variação lingüística, gêneros e dimensões da imprensa diária escrita
Autor(es): H., Kauffmann, Carlos
Primeiro Orientador: Sardinha, Antonio Paulo Berber
Resumo: O objetivo desta pesquisa é identificar empiricamente semelhanças e diferenças de natureza lingüística nos textos e entre os gêneros de um jornal de expressão do Brasil. Para a sua consecução, foram empregados os recursos teóricos-metodológicos proporcionados pela Lingüística de Corpus (BIBER, 1988; SINCLAIR, 1991; KENNEDY, 1998; BERBER SARDINHA, 2004a). Coletou-se uma amostra que representa a língua portuguesa do Brasil tal como é utilizada contemporaneamente na imprensa diária escrita de prestígio nacional. Ela se compõe de uma semana construída com sete edições aleatoriamente sorteadas, entre as publicadas em 2003 pela "Folha de S.Paulo", totalizando um corpus de estudo de 1.431 textos (493.780 palavras). O corpus jornalístico foi etiquetado automaticamente com o etiquetador morfossintático VISL para a língua portuguesa (BICK, 2005), de alta precisão. A metodologia escolhida para estudar o corpus foi a Análise Multidimensional (BIBER, 1988; LEE, 2000). Seu procedimento estatístico chave, a Análise Fatorial, busca encontrar grupos co-ocorrentes de características e categorias lingüísticas (ou "variáveis"). Das 19 variáveis selecionadas para a extração fatorial inicial, 14 delas compuseram a solução fatorial final. Foram extraídos dois fatores, interpretados em termos de suas funções comunicativas subjacentes - os eixos dimensionais "Narrativo versus Expositivo" e "Argumentativo versus Informativo". O trabalho propõe uma tipologia dos gêneros presentes no jornal, baseada em uma revisão da literatura da área de Estudos de Comunicação (MARQUES DE MELO, 1994 e outras fontes). Ela permitiu a classificação do corpus de estudo e a atribuição de escores, com os quais foi possível mapear os gêneros ao longo das dimensões. Essa perspectiva refinou tipologias anteriores, na medida em que ela não é apresentada de forma dicotômica, mas de acordo com as posições que os gêneros ocupam em relação às dimensões identificadas
Palavras-chave: Lingüística de corpus
Imprensa - Brasil
Jornalismo - Brasil
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Lingüística
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: H., Kauffmann, Carlos. O corpus do jornal: variação lingüística, gêneros e dimensões da imprensa diária escrita. 2005. 203 f. Dissertação (Mestrado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13501
Data do documento: 27-Out-2005
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Diss_Kauffmann_BDTD.pdf749,6 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.