???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13547
Tipo do documento: Tese
Título: A linguagem oral nos livros didáticos de língua portuguesa do ensino fundamental 3º a 4º ciclos: algumas reflexões
Autor: Mendes, Adelma das Neves Nunes Barros 
Primeiro orientador: Rojo, Roxane Helena Rodrigues
Resumo: Este trabalho baseia-se na perspectiva sócio-histórico-discursiva bakhtiniana e em teorias advindas da didática das línguas, da história da educação e dos estudos sobre a linguagem de modo geral. A análise dos dados aqui exposta busca demonstrar que o novo lugar dado à linguagem oral no ensino-aprendizagem de língua materna (PCN, 1998) e (PNLD, 2002, 2005) suscitou mudanças e que os livros didáticos de Língua Portuguesa (LDP) estão tratando cada vez mais desse objeto em suas propostas de trabalho. Nos livros aqui pesquisados, observou-se que entre um programa de avaliação oficial e outro, PNLD/2002 e PNLD2005, a linguagem oral ultrapassou o total de 122 para 587 propostas. A linguagem oral nos LDP se apresenta concretizada tanto nos Gêneros orais formais e públicos como nas atividades de linguagem (Dolz, Schneuwly e Haller, 1998) e é tratada sob dois grandes modos: como meio ou passarela de exploração de objetos diversos e como objeto em que se visa o ensino dos gêneros orais da esfera pública de comunicação. O modo que trata a linguagem oral como meio explora essencialmente leitura, compreensão e produção de textos escritos e conhecimentos lingüísticos. O modo que a trata como objeto com vistas ao ensino, mostra-se sob três perspectivas: da imersão, da transmissão e da reflexão (Rojo, 2005), mas somente essa última perspectiva trabalha com saberes e capacidades de linguagem (Dolz e Schneuwly, 1998), necessários para compreensão, produção e gestão dos gêneros de circulação pública, isto é, promove o ensino-aprendizagem desses gêneros como objeto autônomo de ensino (PCN, 1998) e (Dolz e Schneuwly, 1998), abrindo possibilidades para uma formação cidadã. Nesse trabalho desenvolvido, verifica-se que os livros didáticos de língua Portuguesa não apresentam um discurso monológico (Bakhtin, 1953/4/1979; 1929) de seus autores, mas estão dialogando com os novos paradigmas de ensino da Língua Portuguesa, com os documentos oficiais (PCN) e com as orientações das sucessivas avaliações (PNLD)
Abstract: This thesis is based on the socio-historical-discursive perspective proposed by Bakhtin as well as on theories developed in language teaching methodology, in education and in language studies in general. The analysis of the data points to the attention given to oral language in the teaching and learning of the mother tongue (PCN, 1998) and (PNLD/2002, 2005) that contributed to a change in focus of Portuguese language textbooks used in schools The research based on the examination of the classroom textbooks showed that the emphasis on oral language increased from an original proposal of 122 to 587 proposals. In this study, the presence of oral language is apparent in formal and public spoken discourses as scholastic activities (Dolz, Shneuwly & Haller, 1998). Oral production is treated from two different standpoints: as a means of exploration of diverse objects and as an object in which the focus is on the presentation of oral genres used in public communication. Oral language is thus treated as a means to explore essentially reading, comprehension and production of written texts as well as linguistic knowledge. Following (Rojo, 2005) spoken discourse is treated as a teaching objective from three different perspectives: immersion, transmission and reflection. Only the perspective of reflection deals with knowledge and language abilities (Dolz & Schneuwly, 1998) which are necessary for the comprehension, production and management of genres employed in the public sphere, promoting the teaching and learning of those genres as an autonomous objective of instruction (PCN, 1998), (Dolz & Schneuwly, 1998), preparing the groundwork for civic education. The findings of this study show that the authors of Portuguese-language textbooks do not present a monologic discourse (Bakhtin, 1953/1979, 1929) but engage the new teaching paradigms and successive textbook evaluations presented respectively in both the (PCN) and (PNLD) in dialogue
Palavras-chave: linguagem oral
gêneros orais formais públicos
Língua portuguesa - Livro didático
Ensino fundamental
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Lingüística
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Mendes, Adelma das Neves Nunes Barros. A linguagem oral nos livros didáticos de língua portuguesa do ensino fundamental 3º a 4º ciclos: algumas reflexões. 2005. 211 f. Tese (Doutorado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13547
Data de defesa: 18-Oct-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ADELMA DAS NEVES NUNES BARROS MENDES.pdf2,05 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.