???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13661
Tipo do documento: Tese
Título: Ensino de pronúncia em Português língua estrangeira: análise de livros didáticos
Autor: Allegro, Fernanda Rangel Pestana 
Primeiro orientador: Madureira, Sandra
Resumo: O ensino da língua portuguesa como língua estrangeira (PLE) tem crescido e se especializado nas últimas décadas. Nesse cenário de crescente interesse por aprender a língua portuguesa, surge a necessidade de se pensar em materiais didáticos que auxiliem nesse processo. O objetivo desta tese é analisar como o ensino de pronúncia é abordado em livros didáticos de PLE. Para ensinar pronúncia a aprendizes de língua estrangeira (LE), defendemos, que não basta apenas falar a LE, mas é necessário ter conhecimentos sobre as características fonéticas dos sons e dos elementos prosódicos da LE e da língua materna (LM) dos aprendizes e noções sobe a produção, a percepção e a acústica da fala. A hipótese investigada é a que mesmos os livros didáticos mais recentes não incorporam exercícios que reflitam resultados de pesquisa sobre produção e percepção de fala em contexto de ensino-aprendizagem de língua estrangeira. O referencial teórico que embasa este trabalho é o SLM (Speech Learning Model) de FLEGE (1995, 1999, 2005), que, a partir de postulados e hipóteses, levam a reflexão de como são percebidos e produzidos os sons da língua estrangeira. A tese defendida é que, a partir da reflexão sobre os resultados da pesquisa experimental sobre a percepção e a produção de fala em língua estrangeira, é possível construir alicerces que transformem a maneira de trabalhar a pronúncia nos livros didáticos, em especial os de PLE. Para fins de análise, foram selecionados 5 livros de Editoras do Brasil e da Argentina. Verificou-se que os exercícios de pronúncia, em sua maioria, consistiam na apresentação de listas de palavras, contendo determinado som para fins de leitura ou de repetição segundo a pronúncia do professor. Apenas um dos livros analisados propõe exercícios de identificação de sons, mas nenhum deles trabalha com exercícios de discriminação de sons ou contemplam a necessidade de se desenvolver exercícios que estimulem a atenção a novas pistas acústicas que diferenciam sons na LE e, também não utilizam recursos de tecnologias de fala que auxiliam esse processo de aprendizagem. Com base no conhecimento gerado por pesquisas experimentais sobre produção e percepção de sons e nos fundamentos teóricos do SLM são discutidos possíveis caminhos para o trabalho com a pronúncia no contexto de LE
Abstract: The teaching of Portuguese as a foreign language has grown and become more specialized over the last decades. Nowadays, with the growing interest in learning the Portuguese language, there is a need for creating teaching materials which promote this process. The purpose of this thesis is to analyze approaches to the teaching of pronunciation in Portuguese textbooks. We argue that in order to teach pronunciation to foreign language learners, speaking the target language does not suffice. The teacher should also possess great knowledge about the phonetic features of the sound segments and the prosodic elements of L2 as well as L1 and an understanding of speech production and perception as well as Acoustics. The hypothesis under investigation is that even the most recent publications have failed to incorporate activities which reflect results in studies on speech production and perception in the context of foreign language learning. This study is based on FLEGE's Speech Learning Model (SLM), which, departing from postulates and hypotheses, promotes a reflection on how the foreign language sounds are perceived and produced. We argue that, by reflecting on the results of experimental studies on foreign language speech perception and production, the instructor can build the necessary foundations to transform the manner pronunciation is dealt with in teaching materials, particularly in Portuguese textbooks. Our corpus comprises 5 textbooks from both Brazilian and Argentinean publishers. We discovered that most of the pronunciation practice exercises consisted of lists of words containing certain sounds for reading or repeating after the teacher. Activities for segment recognition were found in only one of the textbooks analyzed, though none of them included discrimination exercises or contributed to raising learner's awareness of new acoustic cues to segment differentiation in L2. Besides, these activities failed to incorporate speech technology resources, which have a positive effect on the learning process. By means of the knowledge generated through experimental work on speech perception and production and the SLM theoretical foundations, we present possible paths to the teaching of pronunciation to foreign speakers
Palavras-chave: Aquisição de segunda língua
Pronúncia
Português língua estrangeira
Second language acquisition
Pronunciation
Portuguese as a foreign language
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Lingüística
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Allegro, Fernanda Rangel Pestana. Ensino de pronúncia em Português língua estrangeira: análise de livros didáticos. 2014. 181 f. Tese (Doutorado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13661
Data de defesa: 10-Mar-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda Rangel Pestana Allegro.pdf12,55 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.