???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13760
Tipo do documento: Tese
Título: A colaboração crítica na formação de professor para atuar na EAD
Título(s) alternativo(s): Critical collaboration in teacher training to work in EAD
Autor: Garcia, Luiz Miguel Martins 
Primeiro orientador: Magalhães, Maria Cecilia Camargo
Resumo: Este trabalho teve como objetivo compreender criticamente a construção de uma prática de formação de professores que se deu à distância entre um professor pesquisador e um professor de curso superior de Administração na modalidade de Educação a Distância. Partiu das seguintes questões: Quais os modos de produção de conhecimento na prática do professor com os alunos nos fóruns? Como as relações professor-aluno observadas nos fóruns permeiam as sessões reflexivas entre professor e pesquisador? Quais são as relações de distância estabelecidas entre os participantes? Que resultados são revelados? Como as relações de distância estabelecidas entre os participantes diretos (professor e pesquisador) e indiretos (professor e alunos) afetam o conceito e definem produção de conhecimento à distância? O que define a educação à distância? As bases teórico-metodológicas do trabalho são oriundas do Materialismo Histórico-Dialético (MARX, 1845-46/2007), que considera a investigação como um movimento que parte da prática, do mundo real, para a teoria, o mundo idealizado. Considerou ainda que as relações entre os sujeitos ocorrem em movimentos dialéticos motivados por uma necessidade e mediadas por instrumentos; com base na Teoria Sócio-Histórica (VYGOTSKY, 1935/1998), que insere a linguagem como instrumento por excelência nas relações humanas e discute aprendizagem e desenvolvimento a partir da perspectiva da ZPD; na Teoria da Atividade (LEONTIEV, 1972); na percepção da linguagem nas relações colaborativo-críticas (MAGALHÃES, 2012); da Argumentação (LIBERALI e FUGA, 2012; MAGALHÃES, NININ e LESSA, 2014); da formação crítica de educadores (LIBERALI, 2006); das abordagens interativas da EAD (VALENTE, 2003a); e da Distância Transacional (MOORE, 1993/2002). Os resultados demonstraram a impossibilidade da produção de conhecimento na relação entre professor e alunos nos fóruns de dúvidas, pois a preferência foi pelo uso da ferramenta "Mensagem", que proporciona relações privadas (aluno-professor) e não coletivas como os fóruns (professor-aluno e aluno-aluno). Dessa forma, essas relações inexistentes nos fóruns influenciaram e transformaram a perspectiva da relação professor-pesquisador nas sessões reflexivas, tornando-as um locus de formação crítica de docente para atuação na EAD. Já as relações de distância entre os participantes evidenciaram que a produção de conhecimento ocorre de forma transmissiva, na perspectiva da virtualização da escola tradicional e com o professor centralizando as ações e distribuindo o conhecimento . Esta pesquisa evidenciou que o conceito de distância precisa ser profundamente repensado na EAD atual, dado que os recursos tecnológicos cada vez mais desconstroem os fundamentos espaço-temporal que a caracterizaram até agora. Além disso, permitiu a construção de uma prática crítico-colaborativa entre pesquisador e professor, capaz de questionar, negociar e ressignificar o sentido de educação a distância. O professor considera que, ao término dos encontros, a prioridade não é discutir as novas tecnologias digitais e suas possibilidades e, sim, aprofundar a discussão pedagógica na perspectiva crítica para saber como melhor utilizar as ferramentas de que se dispõe em cada contexto
Abstract: This study aimed at critically understanding the construction of a teacher training practice between the researcher-teacher and a teacher of a BA distance course in Management. It is based on the following questions: What are the knowledge production modes in the teacher's practice with learners in the forums? How do the teacher-student relations observed in the forums permeate the reflective sessions between teacher and researcher? What are the distance relations established among participants? Which results are revealed? How do the distance relations between the direct participants (teacher and researcher) and the indirect participants (teacher and students) affect the concept and define distance knowledge production? What defines distance education? The theoretical and methodological bases of the work arise from the Dialectical and Historical Materialism (MARX, 1845-46/2007) which considers research as a movement from the practice, real world, to the theory, ideal world. It also considered that the relations between the subjects occur in dialectical movements motivated by a need and mediated by instruments; Socio-Historical Theory (VYGOTSKY, 1935/1998), which inserts language as a genuine instrument in human relations and discusses learning and development from the perspective of the ZPD; Activity Theory (LEONTIEV, 1972); Language in critical-collaborative relations (MAGALHÃES, 2012); Argumentation (LIBERALI e FUGA, 2012; MAGALHÃES, NININ e LESSA, 2014); Critical teacher education (LIBERALI, 2006); Interactive approaches to Distance Education (VALENTE, 2003a); Transactional distance (MOORE, 1993/2002). The results demonstrated the impossibility of knowledge production in teacher and students relationship in the QeA forums, as the preference was given to the use of the Message tool, which provides private relations (student-teacher) instead of collective forums (teacher-student and student-student). Therefore, these non-existent relations in the forums influenced and transformed the perspective of the relations between teacher and researcher in reflective sessions, becoming a locus of critical teacher education in Distance Education contexts. As far as the relations of distance between the participants are concerned, they showed that the knowledge production occurs in a transmissive approach, from the perspective of virtualization of the traditional school and with the teacher centralizing the actions and distributing "knowledge". This research showed that the concept of distance needs to be thoroughly rethought in the current scenario as the technological resources which have characterized Distance Education so far deconstructing its spatiotemporal foundations more and more. Besides, it allowed the construction of a critical-collaborative practice between researcher and teacher enabling questioning, negotiating and reframing the sense of Distance Education. At the end of the meetings, the teacher considers that the priority is not to discuss the new digital technologies as well as their possibilities, but to deepen the pedagogical discussion in critical perspective in order to know how to use the available tools in each context better
Palavras-chave: Formação crítica de professor
Educação a distância
EAD
Pesquisa crítica de colaboração
PCCol
Teoria da atividade sócio-histórico-cultural
Critical teacher education
Distance learning
Critical collaborative research
Cultural-historical activity theory (CHAT)
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Lingüística
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Garcia, Luiz Miguel Martins. Critical collaboration in teacher training to work in EAD. 2015. 350 f. Tese (Doutorado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13760
Data de defesa: 31-Jul-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luiz Miguel Martins Garcia.pdf1,98 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.