???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13914
Tipo do documento: Tese
Título: A leitura como espaço discursivo de construção de sentidos: oficinas com surdos
Autor: Lodi, Ana Claudia Balieiro 
Primeiro orientador: Rojo, Roxane Helena Rodrigues
Resumo: Este estudo, desenvolvido à luz da teoria da enunciação bakhtiniana, teve como objetivo compreender as práticas de leitura utilizadas por um grupo de surdos adultos quando na interação com textos escritos em português, de diferentes gêneros discursivos, a partir de interações discursivas em LIBRAS. Para a realização desta pesquisa, foram desenvolvidas nove oficinas de leitura nas quais participaram o grupo de surdos e a pesquisadora. A análise dos dados evidenciou que o grupo de surdos fez uso, basicamente, de dois tipos de práticas letradas. O primeiro esteve voltado aos aspectos verbaistextuais e enfatizou os itens lexicais. Esta prática de leitura foi compreendida como decorrente da história educacional e clínica a que foram submetidos e que determinou que os sujeitos não diferenciassem a LIBRAS e a língua portuguesa, buscando, dessa forma, parear sinais/palavras. A segunda prática de leitura desenvolvida tomou como base os conhecimentos construídos no decorrer das práticas sociais cotidianas dos sujeitos. Ela permitiu que eles trouxessem suas histórias para dialogar com os textos e com o grupo e foi, sobretudo, sobre ela, que os diferentes sentidos puderam ser construídos durante a leitura. As oficinas de leitura, por possibilitarem que a LIBRAS fosse o locus de construção de sentidos, permitiram o estabelecimento de um processo interacional de ordem discursiva, uma transformação dos lugares sociais assumidos pelos sujeitos surdos e o reconhecimento, pelo menos inicial, pelo grupo dos processos enunciativos próprios desta língua e do português. Pode-se concluir que a presença da LIBRAS no espaço das oficinas foi um fator importante para os processos de leitura desenvolvidos pelos sujeitos surdos, pois, por seu intermédio, foi possível um movimento dos sujeitos em relação à sua constituição como leitores. Desta forma, seu valor educacional mostrou-se inegável, pois ela permitiu que os sujeitos realizassem uma leitura compreensiva e dialógica, frente a uma diversidade genérica e lingüística pouco discutida no caso de surdos
Abstract: This study, developed under the light of the bakhtinian theory of enunciation, was designed to understand the reading practices used by a group of deaf adults when interacting with Portuguese written texts of different discursive genre, through discursives interactions in LIBRAS. To accomplish this research nine bilingual reading workshops were developed with the involvement of one group of seven deaf people and the researcher. The analysis of the data made evident that the group of deaf basically used two types of literate practices. The first type focused on the textual-verbal aspects, and emphasized the lexical items. This reading practice was understood as an outcome of the clinical and educational history to which they were submitted, and determined that the subjects should not differentiate LIBRAS from Portuguese, aiming, consequently, to make equal the meaning of signs/words of both languages. The second reading practice used as a base the knowledge built during the subjects' daily social practices. This practice allowed them to bring in their own history to establish a dialogue with the texts and with the group, and was mostly through this practice that the different meanings could be built during the reading process. The reading workshops, by granting LIBRAS to be the locus to build the meanings, allowed to establish a discursive interacting process, a transformation of the social standing assumed by the deaf subjects, and the recognition by the group, at least in the beginning, of the specific enunciation processes of LIBRAS and Portuguese. As a conclusion, one can say that using LIBRAS in the workshop was an aspect of differentiation to the reading processes developed by the deaf subjects. Through its usage, it was possible to perceive in the subjects a transformation in the way they see themselves as readers. Based on these grounds, its educational value proves to be undeniable by the recognition that it has allowed the subjects to accomplish a comprehensive, dialogical and interactive reading when facing a generic and linguistic diversity - as it was in this research - hardly discussed, in the case of deaf people
Palavras-chave: Leitura
Surdos adultos
LIBRAS
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Lingüística
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Lodi, Ana Claudia Balieiro. A leitura como espaço discursivo de construção de sentidos: oficinas com surdos. 2004. 292 f. Tese (Doutorado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13914
Data de defesa: 12-Jan-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Claudia Balieiro Lodi.pdf12,49 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.