???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13980
Tipo do documento: Tese
Título: Sentidos da atividade de ensino de professores universitários: contribuições da teoria da atividade
Autor: Hawi, Mona Mohamad
Primeiro orientador: Magalhães, Maria Cecilia Camargo
Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo investigar os sentidos que quatro professores de um curso de Letras atribuem à atividade de ensino na universidade quando falam sobre a atividade. Nesse sentido, é uma atividade avaliada, pois por meio de opiniões e julgamentos, os professores falam da percepção que eles têm dos elementos que constituem uma atividade de ensino: sujeito, objeto, instrumentos, regras, divisão de trabalho, comunidade e resultados e como os sentidos são então construídos. A fundamentação teórica do trabalho segue a linha filosófico-teórica da Teoria Sócio-Histórico-Cultural (Vygotsky,1934, 1987, 1991); Leontiev (1978); Engeström (1987); Cole (1991). A teoria de análise está embasada na Gramática Sistêmico-Funcional, conforme proposta por Halliday (1994); Eggins (1994); Thompson (1996); e Martin (2000), que discute a questão da Avaliatividade. Esta pesquisa foi realizada em uma Instituição de Ensino Superior, na região da Grande São Paulo (Osasco), com quatro professores de um curso de Letras, de diferentes áreas do conhecimento: língua portuguesa, língua inglesa, literatura brasileira e metodologia do ensino e da pesquisa. Os resultados apontaram que os sentidos que os professores atribuem à atividade de ensino na universidade restringem-se à sala de aula, como se esta fosse desconectada de um contexto sócio-histórico mais amplo: a própria universidade. Os sujeitos da atividade também ficam restritos ao par professor- aluno. Quanto às regras e à divisão de trabalho, é o professor quem comanda a situação, restando ao aluno o papel do ter que e deve fazer. A relação assimétrica é evidente nesses elementos. O professor ainda assume o papel de ator da ação, trazendo a responsabilidade para si, principalmente quando a ação relaciona-se à formação do aluno. Esta pesquisa poderá trazer contribuições diversas no contexto de ensino e principalmente no contexto universitário, já que poucas pesquisas sobre a universidade, neste contexto, foram realizadas. A partir dos resultados alcançados será possível pensar em projetos que articulem uma reflexão crítica sobre o papel do professor na universidade e sobre o fato de se pensar a universidade como uma comunidade, em que todos os membros constituintes devem fazer parte.
Palavras-chave: Ensino superior
Professores universitários
atividade de ensino
universidade
sentido e significado
consciência
nomeação
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Lingüística
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Hawi, Mona Mohamad. Sentidos da atividade de ensino de professores universitários: contribuições da teoria da atividade. 2005. 267 f. Tese (Doutorado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13980
Data de defesa: 19-May-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MonaHawi.pdf2,44 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.