???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14088
Tipo do documento: Tese
Título: O que é leitura?: uma investigação interdisciplinar
Autor: Valerio, Rosangela Almeida 
Primeiro orientador: Celani, Maria Antonieta Alba
Resumo: Este trabalho, inserido na área de Linguística Aplicada, teve por objetivo a compreensão de um fenômeno: a implementação de um projeto de leitura na perspectiva interdisciplinar envolvendo a gestora-pesquisadora, professores e alunos do Ensino Fundamental. Este fenômeno foi vivenciado pela pesquisadora, por professores que ministravam aulas de Língua Portuguesa, Leitura , Inglês, Matemática, História, Ciências, Geografia, Educação Física e Educação Artística, totalizando quatorze docentes, e também por 35 alunos matriculados na sexta série (no ano de 2006), sétima série (no ano de 2007) e oitava série (no ano de 2008) do Ensino Fundamental de uma escola pública da rede estadual de ensino localizada no interior do Estado de São Paulo. A fundamentação teórica está embasada nas questões: (a) Leitura, em que são discutidos conceitos destacando-se os trabalhos de Barthes (1984), Cavallo e Chartier (1998), Martins (2003), Freire (1999, 2003, 2005, 2006), Silva (2002); (b) Elaboração de um panorama do processo ensino-aprendizagem, para o qual me apoiei principalmente nos estudos de: Piaget (1973), Smolka (1996), Roger (1977), Vygotsky (1934,1931), entre outros; (c) Pesquisa e interdisciplinaridade escolar: Fazenda (2003, 2005, 2006), Lenoir (2005), Klein (2005); (d) A metodologia seguiu a orientação hermenêutico-fenomenológica apoiada em: Ricoeur (2006). Esta pesquisa teve início no mês de fevereiro do ano de 2005 e seguiu até o mês de julho do ano de 2008. Os textos coletados para esta pesquisa indicaram a necessidade de a escola possuir uma biblioteca escolar que a curto prazo auxiliasse o trabalho dos professores no incentivo à leitura. Assim, a gestora-pesquisadora, acreditando na importância de ampliar e disseminar ações de apoio à formação de leitores, promoveu uma pequena reforma na estrutura física do prédio escolar a fim de adequá-lo a essa demanda e uma biblioteca escolar foi organizada. Com o surgimento da biblioteca os participantes a organizaram e digitalizaram os dados de seu acervo. Os empréstimos passaram de uma média de três para quinhentas obras mensais. Sobre isto, o Jornal da Tarde, edição de 12/05/2007, com a redação de Maria Rehder, publicou na página 12-A a seguinte matéria: Das caixas velhas para as mãos dos alunos (anexo I deste trabalho). Após a organização da biblioteca, os professores que ministravam aulas de Língua Portuguesa, Leitura, Inglês, Matemática, História, Ciências, Geografia, Educação Física e Educação Artística e a gestora-pesquisadora elaboraram e colocaram em prática um projeto interdisciplinar de leitura. As vivências durante o projeto interdisciplinar foram descritas e interpretadas resultando em uma ampliação do conceito de leitura, antes concebida apenas como decodificação da materialidade escrita, e de suas práticas pelos participantes, que passaram a desenvolver atividades interdisciplinares e diversas possibilidades de leituras que ultrapassaram as salas de aula, a biblioteca e até mesmo os muros da escola em uma extensão para a leitura de mundo. Com isso, interpretamos que a ausência da biblioteca escolar não é um fator que impossibilita as práticas de leitura, podendo mesmo chegar a ser um elemento que impulsiona soluções criativas. Outra revelação significativa que este trabalho trouxe foi o compromisso dos professores em, de maneira planejada, parceira, integrada e principalmente dialogada, tornarem-se gestores da leitura em suas aulas. Os resultados da pesquisa têm para mim um significado muito especial e me enchem de otimismo, pois me revelaram, além de tudo, ser possível que inquietações e desejos de gestores, professores e alunos, com responsabilidades para cada uma das partes, possam estabelecer movimentos em favor da disseminação e incentivo à leitura. E, ainda, que não importa o gênero textual, a materialidade em que o texto está apoiado, a disciplina curricular lecionada, o importante é que as escolas abram as portas, promovam e incentivem a leitura. Para superar o discurso de que o aluno não lê é necessário um agir conjunto dos profissionais da educação a fim de que se tornem gestores da leitura no âmbito de suas comunidades de atuação. Assim, convido o leitor a conhecer nossa experiência
Abstract: This work, inserted in the area of Applied Linguistics, had for objective the understanding of a phenomenon: the implementation of a project of reading in the interdisciplinary perspective involving the manager-researcher, teachers and students of Elementary Education. This phenomenon was experienced by the researcher, by teachers who gave classes of Portuguese, Reading[1], English, Mathematics, History, Science, Geography, Physical Education and Arts, totalizing fourteen teachers, and for 35 students also registered in the sixth series (in the year of 2006), seventh series (in the year of 2007) and eighth series (in the year of 2008) of Elementary Education of a public school of the São Paulo State. The theoretical recital is based on the questions: (a) Reading, where concepts are discussed specially in works such as, Barthes (1984), Cavallo and Chartier (1998), Martins (2003), Freire (1999, 2003, 2005, 2006), Silva (2002); (b) Elaboration of the process teach-learning panorama, and I have based my work mainly in the studies of: Piaget (1973), Smolka (1996), Roger (1977), Vygotsky (1934,1931), among others; (c) Research and interdisciplinarity at school: Fazenda (2003, 2005, 2006), Lenoir (2005), Klein (2005); (d) The methodology followed the orientation hermeneutics-phenomenological supported in: Ricoeur (2006). The beginning of this research is dated of February, 2005 and has been continued until the month of July, 2008. The texts, indicated that the school needed to have a library, which in a short period of time, would be able to assist the teacher s work regarding to the reading incentive. Then, the manager-researcher, believing in the importance of enlarging and spread actions of support to build up the readers, has realized a small reform in the physical structure of the school building in order to adjust it to its demands - and a school library was organized. The participants have organized and digitalized the data of the collection for the beginning of the new library. The loans had passed of an average of three a week - to five hundred workmanships a month. The Jornal da Tarde paper, edition of May 12, 2007, with the writing of Maria Rehder, published in the page 12-A the following: From the old boxes to the student s hands (attachment I), regarding to this subject. After the library complete organization, the teachers who were giving classes of Portuguese, Reading, English, Mathematics, History, Science, Geography, Physical Education and Arts; and the manager-researcher have elaborated and put into practice a interdisciplinary reading project. The experiences during the interdisciplinary project was described and have been interpreted according to the enlargement of the reading concept, once conceived only as decoding of the written materiality, and its participant s practices, who have started to develop interdisciplinary activities and several possibilities of readings that had exceeded the classrooms, the library and have even passed through the walls of the school in an extension for a world reading. As a result, we have interpreted that the absence of a school library is not a factor that disables the practice of reading, but something that is able to be an element that stimulates creative solutions. Another significant revelation has risen from this work, the teachers commitment, in a planned and joined way, as partners, and most of all with large dialogues, they have become managers of reading in their classes. These research results are of a very special meaning for me and it fills me of optimism, and have revealed to me, beyond everything, that it is possible that fidgets and desires of managers, teachers and students, with responsibilities for each one of them, can establish movements to promote the dissemination and incentive of reading. And still, it does not matter the textual kind, the materiality where the text is based on, or the curricular discipline being taught, the most important is that the schools must open the doors to promote and to stimulate reading. To surpass the speech of that the students do not read it is necessary a joint act of the professionals of the educational area so that they can become managers of the reading in their own communities of performance. For this reason, I invite the reader to know our experience
Palavras-chave: Leitura
Orientação hermenêutico-fenomenológica
Processo ensino-aprendizagem
Reading
Interdisciplinarity
Hermeneutics-phenomenological orientation
Teaching-learning process
Aprendizagem
Ensino
Fenomenologia
Hermeneutica
Interdisciplinaridade em educacao
Linguagem e linguas -- Estudo e ensino
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Lingüística
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Valerio, Rosangela Almeida. O que é leitura?: uma investigação interdisciplinar. 2009. 233 f. Tese (Doutorado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14088
Data de defesa: 18-Jun-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rosangela Almeida Valerio.pdf14,24 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.