???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14753
Tipo do documento: Dissertação
Título: Da prosa marginal à literatura underground de Lourenço Mutarelli: O Cheiro do Ralo
Título(s) alternativo(s): Of the marginal prose to the underground literature of Lourenço Mutarelli: O Cheiro do Ralo
Autor: Silva, Damásio Marques da 
Primeiro orientador: Palo, Maria José
Resumo: novela inaugural do cartunista Lourenço Mutarelli. O propósito é compreender a linguagem underground na estrutura híbrida dentro da forma do gênero romance. Nós fizemos uma comparação estrutural discursiva entre O Cheiro do Ralo e Gargantua (1985), do livro de Rabelais, e O terceiro livro dos fatos e os ditos heróicos do bom Pantagruel (2006). Associamos a linguagem marginal representada por Mutarelli com os trabalhos de artistas como Renoir, Munch e Bosch, além da arte musical. Todos eles são entendidos enquanto trabalhos de leitura do romance, e fundamentam as referências ou as apropriações feitas pelo autor no processo de estruturação da narrativa. A contaminação destas linguagens em cada uma delas é feita pela voz do narrador implícito. Além disso, as teorias selecionadas de Bakhtin sobre o plurilinguismo e o skaz fundamentam a pesquisa a partir do discurso social e o trabalho crítico de Will Eisner (2010;2013) sustenta a entrada da voz do autor através do trabalho artístico, principalmente, na linguagem da graphic novel. As hipóteses afirmam que O Cheiro do Ralo está localizado no limiar do romance e da grafic novel, transitando entre os dois gêneros sem fixar-se em nenhum deles. Ao mesmo tempo, a linguagem underground difere da linguagem marginal através de certos procedimentos artísticos, e da reciclagem de outras linguagens, como o grotesco e a linguagem das ruas. É conclusivo que O Cheiro do Ralo representa um trabalho mediador de inclusão da literatura underground amparado pela linguagem marginal, que é, por sua vez, evidenciado pelo imaginário artístico. O cartunista converge para a escritura contemporânea em uma linguagem original que "conta e mostra" enquanto imagem e voz social na Literatura Underground
Abstract: The main objective of this thesis is the analysis of O Cheiro do Ralo (2002), the debut novel by the cartoonist Lourenço Mutarelli. The purpose is to understand the underground language in the hybrid structure within the form of the romance genre. We have made a discursive structural comparison between O Cheiro do Ralo and Rabelais's work, Gargantua (1985) and O terceiro livro dos fatos e ditos heróicos do bom Pantagruel (2006). We associate the marginal language represented by Mutarelli with the works of artists such as Renoir, Munch and Bosch, besides the musical art. All of them are understood as reading devices of the novel, and support the references or the appropriations made by the author in the process of framing the narrative. The contamination of these languages one each other is made by the voice of the implicit narrator. In addition, the selected theories of Bakhtin about plurilingualism and skaz support the research from the social discourse standpoint, and the critical work of Will Eisner (2010; 2013) sustains the entry of the author's voice through the current artwork, mainly, in the language of the graphic novel. It is the entrance of the language of comics, which allows the introduction of these artistic languages contained within the production of Mutarelli before his debut novel. The hypotheses assert that O Cheiro do Ralo is located at the threshold of the novel and the graphic novel, by transiting between the two genres without fixating on any of them. Whereas the underground language differs from the marginal language through certain artistic procedures, and through the recycling of other languages, such as the grotesque and the language of the streets. It is concluded that O Cheiro do Ralo stands as a mediating work of inclusion of the underground literature supported by the marginal one, which is, in turn, evidenced by the artistic imaginary. The cartoonist converges toward to the contemporary scripture in an original language that tells and shows as image and social voice in the Underground Literature
Palavras-chave: Literatura Underground
Prosa marginal
Graphic novel
Skaz
Lourenço Mutarelli
O Cheiro do Ralo
Underground Literature
Marginal prose
Graphic novel
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Literatura
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Silva, Damásio Marques da. Of the marginal prose to the underground literature of Lourenço Mutarelli: O Cheiro do Ralo. 2014. 124 f. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14753
Data de defesa: 18-Dec-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Damasio Marques da Silva.pdf9,3 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.