???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15173
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSantos, Abrahão de Oliveira-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4782315E2por
dc.contributor.advisor1Berlinck, Manoel Tosta-
dc.date.accessioned2016-04-28T20:38:23Z-
dc.date.available2012-09-24-
dc.date.issued1997-11-30-
dc.identifier.citationSantos, Abrahão de Oliveira. Da fantasia ao feminino : a experiência da fala na análise. 1997. 107 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1997.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/15173-
dc.description.resumoEsta dissertação desenvolve uma reflexão sobre como a fala na situação analítica implica o sujeito na questão da fantasia, da castração e do feminino. Para tanto, enfocamos três momentos privilegiados: o relato da fantasia, com a denúncia histérica da sedução do pai; a castração, como um momento significativo da entrada do sujeito na linguagem; e o encontro com o feminino, como um limite que se apresenta à fala no encontro com o indizível. Retomamos, inicialmente, o encontro de Freud com a histérica, posto que aí se coloca a experiência da fala como fundadora de uma realidade - primeiro teorizada como cena de sedução, depois como fantasia. A fala que engendra a fantasia aprofunda a questão do sujeito com o sexo que, na rememoração de sua história, vê-se originariamente como objeto do desejo parental. O sujeito, dessa forma, encontra-se submetido ao desejo de um Outro, e é na busca de um saber sobre esse Outro que ele, o sujeito, fala.; 12 inevitável que o sujeito se defronte com a castração, retome a história de seus desapontamentos e os eleve à condição de impossibilidade e não de impotência. Surge, na retomada da castração, a questão privilegiada do feminino. O feminino será discutido como resistente a qualquer tentativa de simbolização, como um limite do indizível e um ponto de chegada no final da análisepor
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-04-28T20:38:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Abrahao de Oliveira Santos.pdf: 5083594 bytes, checksum: 0de78affcc35a9c3a67c13cbcd12b882 (MD5) Previous issue date: 1997-11-30eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/31566/Abrahao%20de%20Oliveira%20Santos.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínicapor
dc.rightsAcesso Restritopor
dc.subjectLinguagempor
dc.subjectCastraçãopor
dc.subjectFantasiapor
dc.subjectPsicanalisepor
dc.subjectNeurosespor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.titleDa fantasia ao feminino : a experiência da fala na análisepor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Abrahao de Oliveira Santos.pdf4,96 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.