???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15202
Tipo do documento: Dissertação
Título: Adolescente e família: uma possibilidade de encontro através da terapia cognitiva breve
Autor: Cangelli Filho, Raphael 
Primeiro orientador: Cerveny, Ceneide Maria de Oliveira
Resumo: Na prática da psicologia clínica observamos que as psicoterapias com clientes adolescentes apresentam um grande número de Resistências e abandonos e que famílias, ou os transformam em "bode expiatório" dos problemas familiares, ou se isentam da responsabilidade de participar e, com isso repetirem sobre as possibilidades de mudança tanto do adolescente quanto da própria dinâmica familiar que pode ser a geradora e mantenedora dos conflitos do adolescente. Considerando tais observações pretende-se avaliar a eficácia da terapia cognitiva combinada com um modelo de terapia breve, associada ao que denominamos de atendimento familiar, no atendimento psicoterápico de adolescentes, propiciando assim um envolvimento de melhor qualidade para a resolução de situações pertinentes à adolescência, como uma fase de transição para a vida adulta. A análise dos resultados obtidas a partir de três processos terapêuticas com clientes adolescentes e suas famílias, revela que: - os padrões e crenças disfuncionais mantidos na família podem ser quebrados ou confrontados nas sessões em que adolescente e família se encontram; - a desistência do adolescente ao processo terapêutico não ocorre quando percebe a família envolvida na resolução de problemas; - o sistema familiar pode ser representado por um membro da família, uma vez que os outros estarão presentes em sua fala. - o modelo de Terapia Cognitiva Breve associado a acendimentos familiares se mostra eficaz para a terapia do cliente adolescente, independente do tipo de família e do nível socioeconômico a que pertence
Abstract: In the practice of clinical psychology we observe that the psychotherapies with adolescent client present a significant number of desistance and abandonment and that families either transform them into "scapegoats" of familiar problems, or exempt themselves from the responsibility of participating and thereby reflecting on the possibilities of change, be it of the adolescent or the familiar dynamics themselves, which may be the generator and maintainer of the conflicts of the adolescent. Considering such observations, we intend to evaluate thee efficacy of the cognitive therapy combined with a model of brief therapy, associated to what we call familiar intervention in the psychotherapic process of adolescents, thus propitiating an involvement of better quality for the resolution of situations pertaining to the adolescence, as a phase of transition towards adult life. The analysis of the results obtained on the basis of three processes with adolescent clients and their families shows that: The disfunc^hiona^1 patterns and believes maintained in the family may be broken or confronted during the sessions in which adolescent and family meet; The desistance of the adolescent from the therapeutic process does not occur when he perceives that the family is involved in the resolution of the problems; - The familiar system may be represented by one member of the family, since the others will be present in his speech. The model of Brief Cognitive Therapy associated with familiar interventions is efficient for the therapy of the adolescent client, independently of the type of family and socio-economical level to which he belongs.
Palavras-chave: Adolescencia
Atendimento familiar
Atendimento psicoterapico
Psicoterapia breve
Psicoterapia do adolescente
Psicoterapia familiar
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Cangelli Filho, Raphael. Adolescente e família: uma possibilidade de encontro através da terapia cognitiva breve. 1998. 409 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1998.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15202
Data de defesa: 30-Aug-1998
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Raphael Cangelli Filho.pdf28,78 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.