???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15254
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estresse, Burnout e estratégias de enfrentamento: um estudo com professores de uma instituição educacional privada de São Paulo
Autor: Biazzi, Sideli
Primeiro orientador: Ramos, Denise Gimenez
Resumo: O trabalho é um recurso de integração social que favorece o desenvolvimento pessoal e traz benefícios importantes, mas diante de fortes tensões pode gerar transtornos como o estresse e a síndrome do burnout. O estresse ainda é percebido como um fator de difícil controle e que afeta negativamente a vida dos trabalhadores, em especial dos que estão sob condições psicossociais adversas. O equilíbrio entre as atividades diárias de trabalho e o estresse é essencial para a saúde mental, merecendo cuidados especiais quando o trabalhador exerce influência na educação de pessoas, como ocorre com o professor. O objetivo desta pesquisa foi investigar a presença de sintomas de estresse e de burnout na população de professores da rede particular de ensino infantil ao médio, na Grande São Paulo, buscando possível relação com o uso de estratégias de coping. A pesquisa estudou uma população de 427 professores, por meio de ISS-LIPP, MBI e COPE-BREVE, para avaliar o impacto do estresse, burnout e estratégias de coping na saúde do professor. Os dados revelam que 50,53% dos sujeitos apresentaram estresse, a maioria na fase de resistência (40,7%) e com prevalência de estresse psicológico (32,5%). Além disso, indicam que 15,1% da amostra estava em burnout, evidenciando associação entre estresse e burnout. As mulheres, parcela predominante da população estudada (81,7%), apresentaram maior estresse na fase da resistência que os homens (p<0,0001). Verificou-se também que as habilidades de coping desempenham um importante papel na modulação entre estresse e burnout, pois quanto mais adaptativas e ativas são as escolhas das estratégias de enfrentamento dos professores, menores são os níveis de estresse e burnout. Os resultados observados validam as proposições teóricas iniciais do estudo e indicam oportunidade de aprofundamento do tema, a fim de ampliar o repertório de soluções em prol da melhoria de qualidade de vida do professor
Abstract: Working is a resource of social integration that fosters personal development and brings important benefits, but in face of strong tensions it may lead to disorders such as stress and burnout syndrome. Stress is still perceived as a hard controlling factor that negatively affects workers lives, especially those under adverse psychosocial conditions. The balance between daily working activities and stress is essential for mental health, deserving special care when the worker exerts influence in people education, as happens with teachers. The objective of this research is investigating the occurrence of stress and burnout symptoms in the population of teachers in private elementary schools in Greater São Paulo, seeking for a possible connection with the use of coping strategies. The research studied a population of 427 teachers with the aid of ISS-LIPP, MBI and Brief-COPE in order to evaluate the impact of stress, burnout and coping strategies on teacher s health. Data show that 50.53% of the subjects were stressed, mostly in the stage of resistance (40.7%) with prevalence of psychological distress (32.5%). In addition, they indicate that 15.1% of the sample were under burnout, evidencing an association between stress and burnout. Women were a predominant part of studied population (81.7%), showing a higher percentage of stress during the stage of resistance when compared to men (p <0.0001). It was also verified that coping skills play an important role in the modulation of stress and burnout, as the more adaptive and active are the choices of coping strategies for teachers, the lower the levels of stress and burnout. The results validate the initial theoretical propositions of the study and point out the opportunity for a more thorough study of the theme, aiming to expand the repertoire of solutions for the improvement of teacher s life quality
Palavras-chave: Estresse
Burnout
Estratégias de enfrentamento
Professores
Saúde ocupacional
Stress
Coping strategies
Teachers
Occupational health
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Biazzi, Sideli. Estresse, Burnout e estratégias de enfrentamento: um estudo com professores de uma instituição educacional privada de São Paulo. 2013. 139 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15254
Data de defesa: 18-Apr-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sideli Biazzi.pdf1,08 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.