???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15292
Tipo do documento: Dissertação
Título: Grupalidade: um corte transversal na clínica
Autor: Dedomenico, André Marcelo
Primeiro orientador: Pelbart, Peter Pál
Resumo: O conceito de grupalidade foi o operador que permitiu fazer uma análise transversal em dois domínios clínicos por onde se transita cotidianamente, a prática psiquiátrica e a clínica grupal, principalmente de orientação psicodramática. Como os enunciados psiquiátricos adentram e extrapolam o corpo grupal, esta pesquisa não se restringe tão somente aos problemas de uma instituição grupal, mas se estende para além dela, alcançando a própria clínica enquanto proposta transdisciplinar. Assim, concebe-se uma grupalidade enquanto um corpo clínico comum que se situa em meio a tais saberes/poderes e se constitui na contramão de modelos perceptivos já dados, nos desvios de métodos herdados, nos encontros com outras áreas de conhecimento, notadamente artes e filosofias. Grupalidade que opera por subtração do grupo e das categorias dadas de (re)conhecimento, que possibilita uma análise dos investimentos do desejo nas ações clínicas que se realiza, suas direções e efetuações. Corpo-grupalidade que se constrói na tensão entre o que se vê, se diz e se faz nos/dos encontros. Composição que vaza por entre frestas e fissuras institucionais
Abstract: The idea of groupality was the conceptual operator that allowed a transversal assessment in two clinical domains through which the psychiatric practice and the groupal clinic, specifically under the psychodramatic guidance move back and forth on daily basis. As the psychiatric dogmas enter into the groupal body and extrapolate it, this survey is not limited only to the issues of a groupal institution, but it rather goes beyond it, reaching the clinic itself while transdisciplinary proposal. Thus a groupality is conceived as a common clinical body situated among the afore mentioned knowledge/power and constitutes itself against the flow of the already given perceptive models, in the bypass of the inherited methods, in the convergence with other areas of knowledge, especially Arts and Philosophy. Groupality that operates by subtraction of the group and of given categories of (re)cognition, allowing an assessment of the investments of desire in the clinical actions that are carried out, its directions and accomplishments. Body-groupality that is formed in the tension between what is seen, said and done in/from the meetings. Composition that flows through institutional flaws and gaps
Palavras-chave: Grupalidade
Subjetividade
Transdisciplinaridade
Psiquiatria
Psicodrama
Groupality
Subjectivity
Transdisciplinarity
Psychiatry and psychodrama
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Dedomenico, André Marcelo. Grupalidade: um corte transversal na clínica. 2013. 134 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15292
Data de defesa: 15-Oct-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andre Marcelo Dedomenico.pdf2,08 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.