???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15299
Tipo do documento: Dissertação
Título: O significado psicológico dos ritos de passagem para o gênero masculino: uma análise segundo Jung e junguianos
Autor: Rabelo, Maria Solange 
Primeiro orientador: Faria, Durval Luiz de
Resumo: Esta dissertação é uma revisão de literatura e constitui uma tentativa de realizar uma reflexão sobre: O significado psicológico dos ritos de passagem para o gênero masculino: uma análise segundo Jung e junguianos. Os ritos de passagem, configurados como iniciação, nas sociedades tribais e antigas, possibilitavam aos rapazes passar pelo segundo nascimento ao se afastarem do vínculo primário com a mãe. E, através dos homens mais velhos da tribo eram inseridos em sua identidade masculina retornando à comunidade para assumir um papel social na cultura em que estavam inseridos. Por outro lado, nas sociedades ocidentais contemporâneas, não há mais ritos institucionalizados do mesmo porte dos ritos das comunidades tribais e antigas. Os ritos pelos quais os jovens são iniciados, caracterizados como pseudo-rituais, como, por exemplo, o exército e os esportes, apresentam resquícios das etapas do processo iniciático; diferenciam-se dos rituais tradicionais, mas ainda possibilitam, muitas vezes, ao menino, superar a figura materna. No entanto, o processo analítico, apresenta-se na atualidade, nas cidades, como uma possibilidade de iniciação para o homem contemporâneo realizar sua catábase, ou melhor, sua descida. Há algum tempo, os homens ocidentais buscam através de grupos de homens reavaliarem e refletir sobre a crise pela qual o masculino está passando. Todavia, na nossa era, nos cabe a responsabilidade por nossas escolhas. O saudosismo das instituições dos homens tribais não corresponde à cultura ocidental na qual estamos inseridos, em que o coletivo cedeu lugar ao individuo e, nesse sentido, a individuação é o processo que cabe ao homem contemporâneo, que deseja ir ao encontro de seu autoconhecimento
Abstract: This dissertation is a literature revision and is constituted by an attempt of realizing a reflection over the topic: The psychological meaning of the passage rituals to the male gender: an analysis according to Jung and junguian. The passage rituals, configured as an initiation, in ancient and tribal societies, enabled the boys to go through their second birth as they were secluded from the primary bond with their mothers. Through the eldest men of the tribe, they were inserted in their male identity, returning to the community to take over a social role in the culture they were inserted. Otherwise, in contemporary western societies, there are no more institutionalized rituals of the same size of the rituals from old and tribal communities. The rituals in which young men are initiated, characterized as pseudo-rituals, for instance, the Army and sports, present vestiges from the stages of the initiating process, differentiate from the traditional rituals, but still make it possible, many times, to the boy, get over the motherly figure. Nevertheless, the analytical process, can be found in the present, in the cities, as a possibility of initiation to the contemporary man to accomplish his katabasis, or, his descent. For some years now, western men have sought through men groups reevaluate and reflect over the crisis which the male is going through. However, in our era, it is ours the responsibility for our own choices. The nostalgia of the tribal institutions does not correspond to the western culture in which we are inserted, in which the collective gave way to the individual and, in this sense, the individuation is the process which belongs to the contemporary man, who desires to find his own self-knowledge
Palavras-chave: Ritos de passagem
Homem-contemporaneidade
Gênero masculino
Passage rituals
Man-contemporaneity
Male gender
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Rabelo, Maria Solange. O significado psicológico dos ritos de passagem para o gênero masculino: uma análise segundo Jung e junguianos. 2013. 144 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15299
Data de defesa: 18-Oct-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Solange Rabelo.pdf842,12 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.