???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15380
Tipo do documento: Dissertação
Título: Oscar Wilde e Dorian Gray: sobre a experiência da perda, da dor e do luto
Título(s) alternativo(s): Oscar Wilde and Dorian Gray: on the experiences of loss, pain, and mourning
Autor: Vieira, Marcus Rodrigues Jacobina 
Primeiro orientador: Cintra, Elisa Maria Ulhôa
Resumo: Esta é uma pesquisa a respeito dos processos de luto e melancolia, dos desafios que surgem à elaboração de lutos e perdas, e da resistência ao envelhecimento e a passagem do tempo. Foi inspirada na teoria psicanalítica e na leitura do romance O Retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde, e de seu personagem principal, Dorian Gray, que não aceitava envelhecer. Alguns aspectos da vida de Oscar Wilde foram extraídos de sua biografia, escrita por Daniel Salvatore Schiffer e do livro de Tzvetan Todorov, A beleza salvará o mundo: Wilde, Rilke e Tsvetaeva: os aventureiros do absoluto, para iluminar a mesma problemática de inibição do luto, conduzindo à melancolia e ao empobrecimento da criatividade. Os processos de luto e a teoria desenvolvida por Melanie Klein da posição depressiva foram intimamente relacionados à simbolização e à criatividade, através da teoria kleiniana das posições, e do trabalho de Hanna Segal e Ronald Britton
Abstract: This is a research on mourning and melancholy, the challenges of going through a mourning process and the refusal to accept aging and the passage of time.The research was inspired in psychoanalytic theory and on the reading of the novel The portrait of Dorian Gray, by Oscar Wilde, whose main character, Dorian Gray refused to grow old. Some aspects of Oscar Wilde´s life history were extracted from his biograpy by Daniel Salvatore Schiffer and from Tzvetan Todorov´s book Les Aventuriers de la Absolu to illuminate the the same problematic of the difficulty to enter in the work of mourning, leading to melancholy and to the empoverishment of creativity. The mourning ellaboration process and the kleinian theory of the depressive position were closely related to symbolization and to creativity, through the kleinian theory of positions and through the work of Hanna Segal and Ronald Britton
Palavras-chave: Luto
Oscar Wilde
Melanie Klein
Posição depressiva
Criatividade
Mourning
Depressive position
Creativity
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Vieira, Marcus Rodrigues Jacobina. Oscar Wilde and Dorian Gray: on the experiences of loss, pain, and mourning. 2014. 154 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15380
Data de defesa: 12-Dec-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcus Rodrigues Jacobina Vieira.pdf1,13 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.