???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15465
Tipo do documento: Tese
Título: Adoção: desafios na construção da filiação e da parentalidade - uma reflexão psicanalítica
Título(s) alternativo(s): Adoption: challenges in building membership and parenting - a psychoanalytic reflection
Autor: Silva, Marcia Regina da
Primeiro orientador: Cintra, Elisa Maria Ulhôa
Resumo: Esta tese surgiu do trabalho clínico institucional e em consultório particular com crianças adotadas ou em processo de adoção e com as respectivas famílias que se dispuseram a acolhê-las. As situações estudadas encontram-se determinadas por uma complexa rede de fatores emocionais, políticos e sociais. As crianças e famílias adotantes encontram-se na intersecção de abrigos, instituições jurídicas, de assistência social e de educação e precisam responder a múltiplas exigências. O objetivo da tese foi estudar os aspectos subjetivos que emergem nas relações iniciais entre as crianças e as novas famílias e discernir os fatores que dificultam e favorecem a construção da parentalidade e da filiação. Procurou-se estabelecer quais as contribuições que o atendimento psicanalítico pode dar às novas relações que precisam ser construídas, tendo-se como embasamento teórico o pensamento de Freud, Ferenczi, Klein e Winnicott, além de autores brasileiros com produção na área de adoção. O trabalho fundamentou-se no método de escuta psicanalítica do inconsciente e foram apresentados alguns casos e vinhetas clínicas. A pesquisa demonstrou que o processo de adoção envolve grandes riscos e desafios à saúde mental de pais e filhos. Quando se dá suficiente importância ao acompanhamento psicoterápico das famílias, a experiência de adoção acaba sendo boa e gratificante, sobretudo no caso de crianças de maior idade ou de grupos de irmãos. Através deste trabalho psicanalítico, é possível elaborar lutos, separações e idealizações, formar novos vínculos emocionais e novas identificações
Abstract: This work is the fruit of a long psychoanalytical experience with adopted children and their families seen in private and institutional psychotherapeutic consultations throughout the process of adoption. The psychological situation of these families is interwoven in a complex set of emotional, social and political aspects. Social assistance, educational and juridical institutions generate effects on the psychotherapeutic work. The main objective was to study the emotional and subjective aspects that emerge when new family relationships are beginning to develop. Special attention was given to the aspects that are favourable or unfavourable to the construction of such family bonds. A main point was to determine the importance and the scope of psychotherapy contribution to the success of the adoption processes. The clinical work was based on the psychoanalytical listening to the unconscious and transformed into case histories and vignettes. The research showed that adoption brings many risks and threatens mental health of those involved in it. When more importance is given to psychotherapy, the experience tends to be more gratifying. Psychotherapy is essential specially when families choose to adopt older children or a group of brothers and sisters. Elaboration of separation, mourning and transformation of primitive ideals is made possible through psychotherapy, besides the creation of new identifications and bonds of love. The theoretical basis was the work of Freud, Ferenczi, Klein and Winnicott, new authors that belong to this tradition and Brazilian authors who published on the subject of adoption
Palavras-chave: Adoção
Psicanálise
Criança
Filiação
Parentalidade
Adoption
Psychoanalysis
Child
Such family bonds
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Silva, Marcia Regina da. Adoção: desafios na construção da filiação e da parentalidade - uma reflexão psicanalítica. 2016. 218 f. Tese (Doutorado em Psicologia: Psicologia Clínica) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15465
Data de defesa: 19-Feb-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcia Regina da Silva.pdf1,07 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.