???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15470
Tipo do documento: Dissertação
Título: Descrevendo a prática clínica junguiana no Brasil: quem somos, o que pensamos e o que fazemos nós, afinal?
Autor: Caetano, Aurea Afonso M. 
Primeiro orientador: Araújo, Ceres Alves de
Resumo: Este estudo teve como objetivo fazer uma pesquisa para verificar quem são, como trabalham e o que pensam, os terapeutas de abordagem junguiana brasileiros, acerca de sua prática clínica. Pretendemos verificar onde trabalham, com quem trabalham e como trabalham os terapeutas de abordagem junguiana; quais são os fundamentos teóricos mais importantes para seu atendimento clínico, quais as técnicas terapêuticas específicas que utilizam nesse trabalho e qual o sentido para o terapeuta do trabalho que realiza. Dado o interesse da psicologia atual a respeito das descobertas das neurociências, foi também nosso objetivo pesquisar o quanto de interesse o psicoterapeuta de abordagem junguiana demonstra a respeito e quanto ou como inclui ou utiliza tais conceitos novos na sua prática clinica. Para esta pesquisa criamos um questionário com 18 questões de múltipla escolha, com questões acerca do perfil pessoal e profissional dos terapeutas e uma questão aberta perguntando acerca do sentido do trabalho para o profissional. Este instrumento foi enviado através de carta convite por email aos participantes: psicoterapeutas de abordagem junguiana com diferentes tipos de formação em atuação no Brasil. A amostra foi feita por conveniência e obtivemos um total de 282 respostas. Para elaboração, envio, recebimento das respostas e tratamento dos dados utilizamos um aplicativo de pesquisas chamado SurveyMonkey ®. Os resultados mostraram uma significativa maioria de terapeutas do sexo feminino, uma maior concentração de terapeutas junguianos nos estados da região sudeste do país e uma maioria de terapeutas formados há mais de 30 anos. Quanto a estar em terapia e supervisão atuais a amostra está dividida de forma igualitária. No que diz respeito à formação desses terapeutas, a grande maioria é psicólogo; parte significativa dos respondentes tem especialização e apenas parte minoritária tem doutorado. Os conceitos de complexo, self e processo de individuação apareceram como os mais importantes nesta pesquisa e a prática e experiência como terapeutas e análise pessoal estão entre os requisitos mais significativos para um bom profissional de abordagem junguiana. O trabalho com interpretação de sonhos é fundamental para todos os respondentes, seguido da utilização de técnicas expressivas. A maioria significativa dos terapeutas pesquisados atende pacientes adultos e crise pessoal é o motivo principal para procura por análise ou terapia. O consultório é o espaço principal de exercício do trabalho e a possibilidade de realizar atendimentos por meios virtuais, via Skype ou Facetime, tem surgido como importante possibilidade. Os profissionais que responderam à pesquisa estão de forma significativa conectados a algum tipo de grupo de estudo e dizem considerar a produção científica importante para a área, trabalhando na produção de artigos. A partir das respostas à pergunta acerca do sentido do trabalho, pudemos constatar a existência de várias formas diferentes de vinculação, mostrando possibilidades diversas de expressão pessoal através do exercício profissional
Abstract: This study aim was to research Brazilian Jungian analysts concerning who we are, how we work and what we think about our clinical practice. We intended to verify where we work and who are our patients. We also aimed at investigating which are the most important theoretical concepts for our clinical practice, which specific therapeutic techniques we use and how do we feel about the work we accomplish. Given the current psychology studies interests on the new findings of neurosciences, it was also our goal to understand whether the Jungian psychotherapist demonstrate concerns regarding this issue and what is the real use of these concepts in our clinical practice. For this research we created a questionnaire with 18 multiple-choice questions, containing queries about the personal and professional profile of therapists, and an open question asking about the meaning of the work for them. The invitation letter was sent by email to participants: Jungian psychotherapists with different types of training, who currently work in Brazil. The chosen method for sample selection was convenience sampling and we achieved a total of 282 responses. in order o elaborate the survey, invite the participants and process the received data, we used a research application named SurveyMonkey ® Questionnaire results showed a significant majority of female therapists, a higher concentration of Jungian therapists in the southeast region of the country and a majority of therapists who have graduated over 30 years ago. As for currently being both in therapy and supervision the sample is equally divided. the vast majority of these therapists have a psychology degree; significant share of respondents have some type of specialization and only a few of then have a doctorate degree. The concepts of complex, self and individuation process come to light as the most important in this research while the practice and experience as therapists as well as personal analysis are among the most important requirements for a qualified Jungian professional. Working with dream interpretation is essential for all respondents, followed by the use of expressive techniques. A significant majority of the surveyed therapists work with adult patients and the main reason for the search of therapy is usually a personal crisis. The consulting room is the main space of practice, but consultation mediated by computer via Skype or Facetime have emerged as an important possibility. Professionals who competed the questionnaire are significantly connected to some kind of study group and consider scientific production in the area very important, managing to work on the production of papers. Considering the answers collected when participants are asked about the meaningfulness of their work, we found out that there are several different types of connections, allowing different possibilities for personal expressions through professional practice.
Palavras-chave: Jung
Psicoterapeutas de abordagem junguiana
Psicologia analítica
Neurobiologia da psicoterapia
Relacionamento psicoterapêutico
Jung
Jungian psychotherapists
Analytical psychology
Neurobiology of psychotherapy
Therapeutic relationship
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Caetano, Aurea Afonso M.. Descrevendo a prática clínica junguiana no Brasil: quem somos, o que pensamos e o que fazemos nós, afinal?. 2016. 130 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15470
Data de defesa: 11-Mar-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Aurea Afonso M Caetano.pdf771,97 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.