???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15701
Tipo do documento: Dissertação
Título: Diagramática de comunicação familiar
Autor: Barbosa, George Souza 
Primeiro orientador: Vasconcellos, Esdras Guerreiro
Resumo: A Esquizofrenia ainda se reveste de inumeráveis dúvidas para pesquisadores que se detém em seu estudo. Escolhemos esse assunto por estar relacionado à busca de um melhor entendimento da problemática da Esquizofrenia; em particular em nosso campo, a Psicologia Familiar. A pesquisa é o estudo de um caso, constituído de uma família envolvida geracionalmente com a Esquizofrenia, revelando a necessidade de se construir um diagnóstico de quais Padrões Interacionais e Comunicacionais se repetiam na história familiar; para isso, utilizamos o Genograma Familiar. No curso da elaboração do mesmo, nos ocorreu as seguintes problemáticas: Há na história familiar de nosso caso, possibilidades de se identificar qual o significado da Esquizofrenia? Que resultados podem ser obtidos no curso de um processo de Psicoterapia Familiar, em famílias com Diagnóstico de Esquizofrenia, quando não nos restringimos ao uso comum do Genograma Familiar, e ainda passamos a registrar durante os atendimentos psicoterápicos, de forma diagramática, toda comunicação entre os familiares, inclusive do terapeuta? O resultado obtido foi a estruturação de um novo genograma de intervenção, que denominamos DIAGRAMA DE COMUNICAÇÃO CIRCULAR FAMILIAR (DCCF). O DCCF possibilita o trabalho terapêutico com os conteúdos semânticos da linguagem verbal e não-verbal do sistema global, e tornou-se, em si, um procedimento de intervenção terapêutico familiar. O DIAGRAMA DA COMUNICAÇÃO CIRCULAR FAMILIAR foi eficaz na identificação de: Padrões de Desajustes Mentais Repetitivos (nervosismo acentuado, reclusão, neutralização, e esquizofrenia); Padrões Comunicacionais de Duplo Vínculo entre o casal; Padrões de Desqualificação e Medo entre filhos e outros familiares e, também se mostrou eficiente em revelar os Lemas Multigeracionais da Família. Concluímos que a reconstrução circular da história familiar, conjugada com a possibilidade do conversar de modo circular nas sessões sobre a reação, o comportamento e os sentimentos do outro, foi fundamental para a ressignificação de Padrões Repetitivos, para se buscar superar crenças implícitas na história familiar e promover melhor ajustamento social dos familiares
Palavras-chave: Esquizofrenia
Genograma familiar
Sistemas abertos
Sistemas familiares
Teoria geral dos sistemas
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Barbosa, George Souza. Diagramática de comunicação familiar. 2001. 257 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2001.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15701
Data de defesa: 18-Jun-2001
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
George Souza Barbosa.pdf1,03 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.