???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15757
Tipo do documento: Tese
Título: Relações de gênero e o trabalho profissional realizado por homens e mulheres no espaço doméstico: reflexos na instrumentalidade e expressividade, na saúde e na qualidade de vida
Título(s) alternativo(s): Gender relationships and the professional work performed by men and women in the household: their impact in instrumentality and expressivity, health and quality of life
Autor: Esper, Elisa Maria Barbosa 
Primeiro orientador: Kahhale, Edna Maria Severino Peters
Resumo: O trabalho é considerado organizador social e as transformações no mundo do trabalho, decorrentes do avanço tecnológico e flexibilização mundial da produção, provocaram desemprego estrutural. Parte dos trabalhadores alijados do emprego formal passou a exercer o trabalho profissional no espaço doméstico. Essa intersecção entre espaços público e privado é o tema desta pesquisa, apreendendo os reflexos nas relações de gênero (instrumentalidade e expressividade), saúde e qualidade de vida. A metodologia aplicada aliou aspectos quantitativos, oriundos dos questionários e Instrumentos aplicados (EPAQ e SF-36), e qualitativos emergidos da análise de conteúdo dos discursos. A configuração de estudo de caso foi adequada por caracterizar quatro grupos resultantes, nos aspectos pesquisados. Os participantes (30 homens e 30 mulheres) foram contatados via Internet, correio ou pessoalmente. Os resultados alcançados para os objetivos propostos são: 1: Transformações nas relações de gênero: Cerca de 30% relataram transformações nos conceitos do que é ser homem e mulher atualmente. -A Intersecção dos espaços público e privado é potencializadora de mudanças, principalmente para os homens que ressaltaram impactos positivos na aproximação dos filhos e cuidados com a casa. -Todos (as) os (as) participantes relataram igualdade de gêneros para capacidade e interesse profissionais. - 38% avaliou o papel social da mulher contemporânea descolado da função tradicional de cuidadora. 2: As relações de gênero foram expressas em relação aos estereótipos instrumentais e expressivos, compondo os perfis: -Instrumental- polarizado nos estereótipos masculinos. -Expressivo- polarizado nos estereótipos femininos. - indiferenciado - pouco esquematizado, pouco estereotipado. - Andrógeno: maior flexibilidade entre os pólos. Os grupos andrógeno e indiferenciado apresentam potencial de transformação, sendo constituídos por 56% da totalidade da amostra. 3 Reflexos na saúde: 36% relatou melhora na saúde. A possibilidade de organização e manejo das atividades, nessa inserção laboral a torna espaço potencial de promoção de saúde, permitindo trocas positivas de energias, promovendo homeostase do aparelho psíquico. 4 - índices de qualidade de vida: Para a quase totalidade dos participantes a melhoria na qualidade de vida, é o maior benefício. Resultados positivos do SF-36, com média acima de 70 para todos domínios. A despeito dos efeitos negativos das transformações no mundo trabalho, como o desemprego estrutural, conclui-se que a inserção laboral derivada dessa problemática, que conjuga os universos doméstico e profissional, apresenta ganhos relacionados às relações de gênero, saúde e qualidade de vida
Abstract: Work is regarded as a social organizer, and the changes in the world of work arising from scientific breakthroughs and worldwide production flexibilization have given rise to structural unemployment. A part of the workers jettisoned from formal labor has started performing professional activities in the household. Such intersection between public space and private space is the subject of this work, as it focuses on the impact of those activities in gender relationships (instrumentality and expressivity), health and quality of life. The methodology applied in this work combines quantitative aspects, from the questionnaires and related instruments applied (EPAQ and SF-36), and qualitative aspects, from discourse content analysis. Case study configuration was deemed adequate as it outlines four groups regarding the aspects researched. Participants (30 men and 30 women) were contacted via Internet, by mail or in person. The results collected to accomplish the goals set are as follows: 1. Changes in gender relationships: about 30% reported changes as regards how they view manhood and womanhood today. - The intersection between public space and private space enables changes, especially for men, who noticed a positive effect on their becoming closer to their children and their performing household chores. - All participants reported gender equality regarding professional ability and interests. - 38% viewed contemporary woman s social role as disconnected from her traditional role as a caregiver. 2. Gender relationships were expressed in terms of instrumental and expressive stereotypes, generating the following profiles: - Instrumental polarized in male stereotypes. - Expressive polarized in female stereotypes. - Undistinguishable showing very few signs of stereotyping. - Androgynous the most flexible one between male and female poles. Androgynous and undistinguishable groups show potential for change, and amount to 56% of total participants. 3. Impact in health: 36% of participants reported improvements in their health. The possibility of organizing and handling activities in the field of labor insertion makes the former a potential area for promoting good health, by allowing positive energy exchanges, thus promoting homeostasis on one s psychic apparatus. 4. Quality of life rates: for almost all participants, improved quality of life is the greatest benefit gained. Positive results in SF-36 average over 70 in all domains. Despite the negative effects caused by the changes in the world of work, such as structural unemployment, one can conclude that the labor insertion efforts resulting from that problem which affects both professional and household environments generate gains as far as gender relationships, health and quality of life are concerned
Palavras-chave: Relações de gênero
Saúde
Work
Gender relationships
Quality of life
Health
Homens -- Psicologia
Mulheres -- Psicologia
Relacoes homem-mulher
Trabalho a domicilio
Qualidade de vida
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Esper, Elisa Maria Barbosa. Relações de gênero e o trabalho profissional realizado por homens e mulheres no espaço doméstico: reflexos na instrumentalidade e expressividade, na saúde e na qualidade de vida. 2008. 224 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15757
Data de defesa: 21-Oct-2008
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Elisa Maria B Esper.pdf2,52 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.