???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15766
Tipo do documento: Dissertação
Título: Câncer de mama e resiliência: uma abordagem psicossomática
Autor: Oliveira, Maria Claudina Mendes Vasconcelos de
Primeiro orientador: Araújo, Ceres Alves de
Resumo: O conceito de resiliência refere-se à capacidade ou potencial inerente a todo ser humano para superar situações traumáticas ou adversas e continuar a vida numa linha de desenvolvimento e progresso. Sendo o câncer de mama uma das doenças que mais tem acometido as mulheres em todo o planeta, e em função dos sérios danos psicológicos decorrentes das terapêuticas utilizadas para extirpar o tumor, procurei verificar na presente pesquisa se os fatores de resiliência descritos na literatura e por mim selecionados como indicadores de resiliência estiveram presentes na história de vida de quinze mulheres vitimadas pelo câncer de mama que foram mastectomizadas e não apresentaram recidiva nos últimos cinco anos. Todas submeteram-se aos tratamentos clínicos convencionais, e participaram do Programa Avançado de Auto-Ajuda do CORA (Centro Oncológico de Recuperação e Apoio). Os resultados indicaram que a totalidade das pacientes mencionou, em seus relatos, a presença dos principais indicadores de resiliência selecionados para a presente pesquisa, a partir do que tem sido considerado como resiliência pela literatura especializada: otimismo, auto-estima positiva, auto eficácia, espiritualidade e flexibilidade de comportamento. Provavelmente em função de seu alto nível de eficácia, nenhuma das participantes da amostra referiu problemas no trabalho após o diagnóstico ou tratamento cirúrgico, contrariando a literatura especializada em câncer de mama. A análise dos dados concluiu que os indicadores de resiliência pesquisados no presente estudo estiveram presentes nos relatos da maioria das pacientes pesquisadas, levando-me a supor que a mobilização de recursos positivos da personalidade, tal como é feito nos programas aplicados pelo CORA é capaz de acionar as forças regeneradoras da pessoa, favorecendo a atuação do sistema imunológico e conduzindo à recuperação da saúde, bem como a uma melhor qualidade de vida. Estes dados poderão servir de referência para novas pesquisas na área da saúde , não só em relação ao tratamento do câncer, mas também na abordagem e tratamento de outras patologias crônicas
Abstract: The concept of resilience refers to the capacity or potential inherent to all human beings to overcome traumatic or adverse situations, and keep on living growing and making progress. As breast cancer is one of the most common cancers in women, and because of the serious psychological distress caused by the therapeutics utilized to extirpate the tumor, in this research I tried to identify if the resilience factors described in specialized literature and selected by me as resilience indicators were present in the life history of fifteen women that were mastectomized and had no recurrence in the last five years. All women received conventional clinical treatment and participated in CORA s Psychosocial Group Program.(CORA:Centro Oncológico de Recuperação e Apoio: Oncology Recovery and Support Center). The results showed that all patients referred to the presence of the main resilience indicators in their lives: optimism, positive self-esteem, selfefficacy, spirituality and flexible behavior, as selected by me from specialized literature . Probably because of their high level of self-efficacy, none of the patients in this sampling referred to problems in the workplace after their diagnosis or treatment, contradicting breast cancer specialized literature. The conclusion of this study is that the selected resilience indicators were present in the accounts of most of the patients, leading me to suppose that the mobilization of positive resources of the personality as performed by the programs applied by CORA is capable of activating the person s regenerating strengths, promoting the performance of the immunological system and leading to the recovery of health, as well as a better quality of life. These data may be used as reference for new health research not only in relation to the treatment of cancer alone, but also in the approach and treatment of other chronic diseases
Palavras-chave: câncer de mama
resiliência
enfrentamento
adaptação
breast cancer
resilience
coping
adjustment.
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Oliveira, Maria Claudina Mendes Vasconcelos de. Câncer de mama e resiliência: uma abordagem psicossomática. 2001. 200 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2001.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15766
Data de defesa: 30-Apr-2001
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_65856.pdf878,81 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.