???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15780
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo da dinâmica do casal durante o tratamento do cônjuge com insuficiência renal crônica
Título(s) alternativo(s): The study of couples dynamic during spouse treatment with chronic renal insufficiency
Autor: Oliveira, Cláudia Cássia de 
Primeiro orientador: Ramos, Denise Gimenez
Resumo: O objetivo desse estudo é observar as concepções, atitudes e comportamentos de casais frente à doença renal crônica, quando um dos conjugues é submetido a tratamento hemodialítico; Identificar algumas variáveis psicossociais influentes nessa experiência; Investigar o conhecimento que o casal tem sobre a doença e o tratamento; Observar as estratégias adotadas pelo casal na presença da IRC; Observar se há uma diferença de gênero tanto quanto ao portador, quanto ao seu cônjuge. Trata-se de pesquisa de campo, com abordagem qualitativa que utiliza o método empírico de análise de conteúdos. A população é composta por 06 casais, sendo 03 homens e 03 mulheres portadores de IRC entre 30 e 60 anos, e seus conjugues, com variáveis de tempo de tratamento entre 03 e 05 anos, do Centro de Terapia Renal Substitutiva da Santa Casa de Misericórdia de Lavras, que se submetem três dias por semana a sessões de hemodiálise durante três ou quatro horas. Foi aplicada uma entrevista semi estruturada com o casal separadamente. A análise dos resultados permite observar que o quadro de IRC evolui de acordo com o estabilizar ou agravar da doença, existindo momentos em que os pacientes e seus conjugues sentem grande estresse, pois a vida em diálise é difícil e restrita. Tanto os pacientes como seus conjugues vivenciam a IRC como forma de ruptura de sua rotina diária, com intercorrências clínicas as mais diversas, somando a isso o impacto do diagnóstico que os leva muitas vezes ao medo e desespero. O pensamento se volta para o depender da máquina para sobreviver . É preciso adaptar-se a esse mundo e se inteirar a respeito do processo que envolve o estar em hemodiálise. Isto implica em dizer que a adaptação e o ajuste dependem da capacidade do paciente em lidar com as dificuldades e restrições que são inerentes ao tratamento. Por outro lado, a participação de seus conjugues e a influencia dos mesmos no tratamento da IRC desempenham uma grande fonte de solidariedade entre eles, pois juntos vivenciam constantes mudanças, principalmente na estrutura social e conjugal com implicações profundas
Abstract: The objective of the present study is to observe the understanding, attitudes and behavior of couples facing a chronic kidney disease, when one of the spouses is submitted to a treatment; to identify some influent psycho social variables on this experience; to investigate the knowledge the couple has about the disease and its treatment; to observe the strategies adopted on the IRC (chronic renal insufficiency) presence; to observe the existence or not of a difference between the genders, either to the carrier or his/her spouse. The study is a field research of qualitative approach utilizing an empirical method of content analysis. The population studied is composed of 6 couples in a way that 3 men and 3 women are IRC carriers, with ages ranging from 30 to 60, in a period from 3 to 5 years at Centro de Terapia Renal Substitutiva da Santa Casa de Misericórdia de Lavras. These patients have been submitted to treatment 3 times a week for a period of 3 to 4 hours each day during the analysis procedure. A semi structured interview was done with each couple individually. The analysis of the results allows to observe that IRC evolution stabilizes or aggravates the disease, including moments in which patients and spouses get stressed due to the difficult and restricted life of dialysis. Not only the patients but also their spouses experience IRC as a form of rupture of their daily routine with diverse clinical inter occurrences. In addition to it, there is the impact of the disease which causes fear and desperation, turning their thoughts towards machine dependence, in order to survive. It is necessary to adapt to this situation and get to know the process which involves the dialysis. This implicates in saying that the adaptation and adjustment depend on the patient s ability in dealing with the difficulties and restrictions that are independent of the treatment. On the other hand, the participation of the spouse and their influence on IRC treatment exerts a great source of sympathy among them, because together they experience constant changes, mainly on social and marital structure with profound implications
Palavras-chave: Conjugalidade
Hemodiálise
Doença crônica
Psychology
Chronic renal insufficiency
Marital relation
Dialysis
Chronic disease
Insuficiencia renal cronica -- Pacientes -- Aspectos psicologicos
Casais -- Psicologia
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Oliveira, Cláudia Cássia de. Estudo da dinâmica do casal durante o tratamento do cônjuge com insuficiência renal crônica. 2009. 92 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15780
Data de defesa: 27-Jan-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Claudia Cassia de Oliveira.pdf325,82 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.