???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15838
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSampaio, Adriana Soares-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4779031T3por
dc.contributor.advisor1Kahhale, Edna Maria Severino Peters-
dc.date.accessioned2016-04-28T20:40:06Z-
dc.date.available2009-07-03-
dc.date.issued2009-06-09-
dc.identifier.citationSampaio, Adriana Soares. Ecos da hipertensão: a vivência de mulheres negras no Rio de Janeiro. 2009. 129 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/15838-
dc.description.resumoEsta pesquisa tem como objetivo apreender as vivências das mulheres negras com hipertensão, apoiando-se para tal nos conceitos de humilhação social (GONÇALVES FILHO, 1998) e de situação conflitual traumatizante (PODKAMENI, GUIMARÃES, 2008). Em um primeiro momento, foi realizada a busca de artigos publicados sobre o tema em periódicos científicos, por eles serem importantes espaços de veiculação de pesquisas realizadas sobre o tema. Como estratégia metodológica, optou-se por realizar um encontro para entrevistas, em que participaram 15 mulheres residentes do estado do Rio de Janeiro e que se identificavam como negras. A análise de dados foi efetuada utilizando núcleos de significação (AGUIAR; OZELLA, 2006) que possibilitaram agregar vários temas abordados em 11 conjuntos: Por que a minha pressão é emocional; Ser mulher e a pressão alta; Vivo morrendo de medo o tempo todo; Fui deixando até eu ter uma crise braba; Eu sentia dor na nuca; Não é dizer que filho atrapalha, mas é coisa séria; Se eu soubesse que a minha gravidez era de risco; O medicamento e as reações; O médico e a equipe; Aqui é Baixada, meu amor; Ele xingou a minha mãe de tudo quanto foi nome. Dessa maneira foi possível identificar como a vivência da mulher negra hipertensa está inserida em uma rede de multideterminações, a qual contribui significativamente para os agravos à saúde dessa população. A intenção da pesquisadora é que este trabalho possa contribuir para a construção de um instrumental que habilite profissionais para atender às necessidades desse grupo específicopor
dc.description.abstractThe purpose of this research study is to apprehend the experiences underwent by black women with high blood pressure, based on such concepts as social humiliation (GONÇALVES, 1998) and traumatic conflictive situation (PODKAMENI, GUIMARÃES, 2008). It first started with a bibliographic research of published papers in scientific journals as they represent important means to convey research carried out on the subject matter. The methodological strategy chosen consisted of a meeting, for interview purposes, with 15 women, residents of Rio de Janeiro, identifying themselves as black. The data underwent a qualitative analysis using the nuclear meanings (AGUIAR, OZELLA, 2006) allowing for the aggregate of the tackled themes to cluster into 11 groups: Reason why my hypertension is emotional; High pressure and be a woman; Always living in fear; I let go until I have a big crisis; I felt pain in the nape of my neck; I do not mean to say that a child hinders, but it is a serious matter; If I knew that my pregnancy would be of high-risk; The medicine and its reactions; The doctor and the staff; This is the Baixada, my dear; He cursed my mother in every way. In this way, the possibility was opened to identify how the experience of the hyper tense black woman is part of a multidetermined network, which in turn contributes significantly to the health worsening of this population. The researcher s intention is to contribute with this research study to build up an instrument to qualify professionals and, in this manner, enable them to attend the necessities of this specific group of the populationeng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-04-28T20:40:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Adriana Soares Sampaio.pdf: 832866 bytes, checksum: 72e24ef17104472b3991d731a33054a0 (MD5) Previous issue date: 2009-06-09eng
dc.description.sponsorshipFundação Ford-
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/32027/Adriana%20Soares%20Sampaio.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínicapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMulheres negraspor
dc.subjectHumilhação socialpor
dc.subjectSituação conflitual traumatizantepor
dc.subjectBlack womeneng
dc.subjectHypertensioneng
dc.subjectSocial humiliationeng
dc.subjectTraumatic conflictive situationeng
dc.subjectHipertensaopor
dc.subjectMedicina psicossomaticapor
dc.subjectNegras -- Brasil -- Condicoes sociaispor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.titleEcos da hipertensão: a vivência de mulheres negras no Rio de Janeiropor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adriana Soares Sampaio.pdf813,35 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.