???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15917
Tipo do documento: Tese
Título: A qualidade de vida do trabalhador noturno e as relações do sono e do dia de descanso com o seu desempenho profissional
Título(s) alternativo(s): The quality of life of the night shift workers and the relationships between the sleep, the day of rest and their professional performance
Autor: Zanardo, Marilza Delpino 
Primeiro orientador: Kahhale, Edna Maria Severino Peters
Resumo: Este estudo refere-se à Qualidade de Vida do Trabalhador noturno e as relações do sono e do dia de descanso com o seu desempenho profissional, norteado pelo objetivo: investigar se a alteração do ciclo circadiano (dormir de dia e trabalhar à noite) impede que os fatores de proteção da atividade laboral cumpram sua função. Para a coleta dos dados, utilizou-se: questionário sociodemográfico e condições de trabalho; questionário sobre as condições do sono do trabalhador; questionário sobre o dia de descanso; escala de qualidade de vida (WHOQOL-Bref) e Índice de Capacidade para o Trabalho (ICT). O perfil sociodemográfico dos participantes caracterizou-se por uma maioria de adultos jovens masculinos (20 a 39 anos), casados, com escolaridade equivalente ao Ensino Médio, com filhos, tempo de trabalho no período noturno de até oito anos; o dia de descanso/lazer diferia do sábado e domingo, costumavam dormir entre 5h00 e 8h00 e após as 8h00, acordavam entre 13h00 e 17h00, tinham até seis horas de sono. Percebiam sua Qualidade de Vida e saúde como boa, tinham uma diferenciação mínima entre os quatro domínios da QV, cujo domínio psicológico teve uma pequena vantagem entre os demais. O ICT foi bom, havendo uma relação entre a qualidade de vida e a capacidade para o trabalho. O ICT melhor foi o apresentado por aqueles que dormiam mais cedo, acordavam após as 17h00 e tinham mais de nove horas de sono. Não houve diferença entre os gêneros nos quesitos ICT e QV. Os solteiros com filhos apresentaram a categoria ICT melhor que os casados com filhos, porém, os casados com filhos tinham QV melhor que solteiros com filhos. A partir de correlações e organização por similaridades obteve-se três agrupamentos: Núcleo 1: “Cadê eu?”, formado por 84 sujeitos masculinos (40 a 49 anos), casados, que moravam com a família que constituíram. Tinham o Ensino Médio e trabalhavam no período noturno por um período maior que 8 anos. Núcleo 2: “Decadentes”, formado por 39 adultos jovens (30 a 39 anos), casados, que moravam com as famílias que constituíram. Tinham filhos menores (até 9 anos), possuíam Ensino Médio e trabalhavam no período noturno por um período entre três e oito anos. Núcleo 3: “Tô nem aí... Tô tranquilo”, formado por 72 jovens (20 a 29 anos), solteiros, que ainda moravam com seus pais. Tinham o Ensino Médio e estavam no trabalho noturno somente há dois anos. A questão imposta pela sociedade de que quanto mais você trabalha, melhor você é, em geral, faz com que as pessoas acabem por priorizar a carreira em relação a vários aspectos como a família, as atividades sociais, a saúde e o lazer. Encaramos como necessidade essencial o avanço no sentido de um entendimento mais amplo sobre o lazer considerando suas relações com o mundo do trabalho
Abstract: This study refers to the Quality of Life of the Night Shift Workers and the relationships between the sleep, the Day of rest and their Professional Performance, which was guided by the objective: to investigate whether the change in the circadian rhythm (sleeping during the day and working at night) prevents the protective factors of labor activity from fulfilling their function. In order to collect the data, the following resources were used: socio-demographic and working conditions questionnaire; questionnaire on sleep conditions of the workers; questionnaire on the day of rest; range of quality of life (WHOQOL-Bref) and Index of Work Ability (IWA). The sociodemographic profile of the participants was, in its majority, characterized by male young adults (20 to 39 years old), married, with education equivalent to high school, most of them have children, who have been working at night for up to 8 years, the day of rest /leisure is not Saturday nor Sunday, they tend to sleep around 5, 8 and after 8 o’clock, they wake up around 1 p.m. and 5 p.m., with up to 6 hours of sleep. The perceive their Quality of Life as being good, as well as their health, they have a minimal differentiation between the four domains of QOL, where the psychological domain had a slight advantage among the others, the Index of Work Ability is good, with a correlation between the quality of life and work ability, the best IWA was the one presented by those who sleep earlier, wake up after 5 p.m. and have more than nine hours of sleep. There is no difference between the genders in terms of IWA and QOL, the single ones with children have the IWA category better than the married ones with children, but the married ones with children present a better QOL than the single ones with children. From correlations and organization by the similarities, 3 groups were formed: core 1, “Where is me?”, formed by workers 84 male (40 to 49 years) married, that lived with family which constituted with high school and worked at night for a period greater than 8 years; core 2 “Declining ones” formed by 39 young adults (30 to 39 years), married, that lived with the families that formed. Had minor children (up to 9 years). With high school and worked at night for a period of between three and eight years and core 3: “I do not care … I m Cool-headed”, formed by 72 young people (20-29 years), unmarried, still lived with their parents. With school, and were working at night only two years ago. The issue imposed by society that the more you work, the better you are, in general, makes people prioritize their career rather than many aspects, such as family, social activities, health and leisure. We face as essential need the advance towards a broader understanding of the leisure, considering its relations with the world of work
Palavras-chave: Desempenho profissional
Trabalhador noturno
Professional performance
Quality of life
Night shift worker
Pessoal -- Avaliacao
Qualidade de vida
Sono -- Aspectos fisiologicos
Trabalho noturno
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Zanardo, Marilza Delpino. The quality of life of the night shift workers and the relationships between the sleep, the day of rest and their professional performance. 2010. 120 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15917
Data de defesa: 14-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARILZA DELPINO ZANARDO.pdf878,61 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.