???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15934
Tipo do documento: Dissertação
Título: Família e dependência química: uma relação delicada
Título(s) alternativo(s): Family and substance dependence: a critical relationship
Autor: Monastero, Leda Fleury 
Primeiro orientador: Cerveny, Ceneide Maria de Oliveira
Resumo: Estudos nacionais e internacionais apontam a dependência química como um dos transtornos psiquiátricos mais freqüentes da atualidade que atinge além do individuo, também seu sistema familiar. É consenso hoje, que o conceito de família vem mudando, mas a função de ser um lugar de cuidado e de segurança continua sendo reconhecida nas várias áreas do conhecimento, tanto pelos estudiosos como pelas famílias. As pesquisas sobre dependência de drogas incluem várias linhas de estudo que abordam desde os fatores genéticos e neurobiológicos até as causas e motivações psicológicas para o abuso, além de deixarem claros os prejuízos nas várias áreas da vida social, ocupacional e familiar. Entretanto, estudos sobre o período de recuperação e sobre a árdua tarefa que é a da manutenção da abstinência e prevenção de recaídas, para o dependente, ainda são escassos. Este estudo teve como objetivo principal desenvolver um modelo de intervenção social com dependentes de drogas, que possibilite a ressignificação da narrativa de suas histórias, vividas na dinâmica familiar. Por meio de reuniões sócio-educativas mensais buscou-se a construção de um canal de comunicação entre os dependentes residentes da Casa Diart´s, seus familiares e pessoas interessadas da comunidade, durante esse período em que buscam se recuperar da dependência das drogas e dos comportamentos e atitudes de dependente. Temas como a definição de família e de grupo, comunicação, valores e crenças dentro da família, diferença entre comportamento e atitude, entre outros, foram discutidos abrindo um espaço para desconstruir mitos e relatos restritivos, negativos e repetitivos sobre dependência de drogas e relações familiares. A partir de relatos dos participantes, essa reconstrução pode ser feita por novas narrativas, ressignificadas, advindas do diálogo e do envolvimento que aconteceu durante as reuniões
Abstract: International and national studies point to substance dependence as one of the most frequent psychiatric disorders of our time that extends far beyond the individual self, but their families are also affected. Today, it is commonly agreed that the concept of a family has been changing, but its function of being a place of care and safety, in several knowledge fields, continues being recognized by scholars and families. Researches on drug addiction include several lines of study addressing from genetic and neurobiological factors to psychological reasons and motivation behind addiction, and they clearly state how harmful they can be to any instance in social, occupational and familiar life. However, studies on addiction recovery and on how arduous it is to addicts to sustain abstinence and prevent relapsing are still rare. This study aimed to develop a social-intervention model towards drug addicts that enables them to re-mean the narratives of their lives lived within family dynamics. Through social and educational monthly meetings, we sought to build a communication channel between the Casa Diar s resident addicts and their families and people interested in the community. This activity was done during this period when addicts struggle to beat their addiction and avoid behavior and attitudes of substance dependents. Topics such as family and group definition, communication, values, beliefs inside a family, differences between behaving and acting among many others were addressed giving room to deconstruct myths and restrictive, negative and repetitive telling about drug addiction and familiar relationships. From these participants telling, this reconstruction could be done through new and re-meant narratives which were born from dialogues and involvement kept during the meetings
Palavras-chave: Família e dependência de drogas
Reunião sócio-educativa
Recuperação
Família
Family and substance dependence
Social and educational meetings
Recovery
Family
Pais de toxicomanos
Toxicomanos -- Relacoes com a familia
Toxicomanos -- Reabilitacao
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Monastero, Leda Fleury. Family and substance dependence: a critical relationship. 2010. 153 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15934
Data de defesa: 17-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leda Fleury Monastero.pdf2,2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.