???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17370
Tipo do documento: Tese
Título: Assédio moral: a violência sutil - análise epidemiológica e psicossocial no trabalho no Brasil
Título(s) alternativo(s): Moral harrassment in the work
Autor: Barreto, Margarida Maria Silveira 
Primeiro orientador: Sawaia, Bader Burihan
Resumo: Este trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa sobre assédio moral realizada em todo o país. Os objetivos da pesquisa estão direcionados a necessidade de aprimorar o conceito de assédio moral e compreender as multiplas determinações e dimensões do sentido dest violencia moral no Brasil. Conhecer as sutilezas e nuances, de sua manifestação nas diferentes regiões do país. Analisar seus motivos modalidades e formas de se apresentar e afetar a vida dos trabalhadores/as. Como referencial teórico adota a psicologia socio-historica de Vygotsky e as reflexões sobre exclusão /inclusão elaboradas pelo NEXIN - Nucleo de Estudos da Dialética Exclusão/Inclusão social. Foi aplicado o metodo qualiquantitativo. No procedimento quantitativo foi eleita a pesquisa epidemiológica pois ela dá abrangência do fenômeno ao mesmo tem po em que sua diversidade e complexidade de manifestação o que permitiu avaliar o assédio moral nas diferentes regiões do Brasil. No procedimento qualitativo foi realizada a analise do subtexto presente nos relatos dos sujeitos visando compreender a base afetivo-volitiva das mesmas. Conclui que o assédio moral é uma modalidade sutil da violência com o objetivo de controle social que se manifesta em todas as regioes, apresentando caracteristicas comuns a todas e especificas em cada uma delas. Tambem abrange todas as modalidades d trabalhdor, de ambos os sexos eas diferentes racas, mas apresentando varacoes de t atiicas, motivos efeitos. E gerador de sofrimento intenso, marado fundamentamente pelo humilhac;ao e medo, Trata-se de sofrimento etico-politico porque é imposto socialnte e atua nas emoções no sentido de debilitar moralmente e fisicamente o sujeito. Concui-se que ela é suscetível de ser identificada, prevenida e erradicada do mundo do trabalho na medida em que for dada a visibilidade social e possam intensificar os laços de solidariedade evitando a naturalização banalização e barbárie. Ao final foram sugeridas recomendações, a partir da vivencia dos trabalhadores e trabalhadores assediadas
Palavras-chave: Assédio moral
Saúde do trabalhador
Violência moral no trabalho
Tortura psicológica
Psicoterror no trabalho
Moral harassment
Ethical politics sufferings
Mental pain
Health workers
Working world
Social exclusion/inclusion
Comportamento manipulador
Conflito interpessoal
Violência no ambiente de trabalho
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Barreto, Margarida Maria Silveira. Assédio moral: a violência sutil - análise epidemiológica e psicossocial no trabalho no Brasil. 2005. 236 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17370
Data de defesa: 30-Jun-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Margarida Maria Silveira Barreto.pdf659,83 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.