???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17546
Tipo do documento: Tese
Título: A economia solidaria como politica publica : uma tendencia de geracao de renda e ressignificacao do trabalho no Brasil
Título(s) alternativo(s): The solidary economy as public policy: a tendency of generation of the income and resignification the word in the Brazil
Autor: Barbosa, Rosangela Nair de Carvalho
Primeiro orientador: Yasbek, Maria Carmelita
Resumo: Esta pesquisa examina a política pública de economia solidária em processo de constituição no âmbito do Governo Federal brasileiro. Documentação e eventos envolvendo Secretaria Nacional de Economia Solidária, Fórum Brasileiro de Economia Solidária e Rede Brasileira de Sócio-Economia Solidária foram as principais fontes de investigação. Os sentidos sociais da política são abordados em relação às transformações do trabalho e a incapacidade histórica do segmento economia solidária independer das necessidades capitalistas. A cooperação democrática e a solidariedade entre trabalhadores é requerida nas narrativas demonstrando distinção com outras propostas de geração de renda não regulamentada. Todavia, não apresentam condições históricas para se contraporem a vida mercantil e tão pouco para ampliarem acesso aos fundos públicos. A mortalidade das cooperativas populares é recorrente em razão da dificuldade para integração mercantil. A pouca tradição formativa e informativa no tema entre os trabalhadores também é relacionada como um problema. A gestão da Secretaria Nacional se baseia principalmente na regulamentação das atividades, inventário das práticas existentes e fomento a limitadas ações produtivas. A inflexão na tradição das lutas sociais em detrimento do confronto público se expressa no material da pesquisa. Verifica-se ainda o fetiche da retórica sobre a liberdade e autonomia dos trabalhadores em atividades produtivas deslocadas das relações com empresas ou de trocas no mercado. Paradoxalmente, o apoio a economia solidária, esclarece a participação ativa do Estado na queda da perspectiva do emprego regulamentado, somando motivos para ampliação da inversão privada de riqueza na cena pública brasileira.
Palavras-chave: Trabalho
Cooperativa
Economia solidária
Work
Cooperative
Solidary Economy
public policy
Economia social
Política pública - Brasil
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Barbosa, Rosangela Nair de Carvalho. The solidary economy as public policy: a tendency of generation of the income and resignification the word in the Brazil. 2005. 306 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17546
Data de defesa: 14-Oct-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File SizeFormat 
TESE Rosangela Nair de Carvalho Barbosa.pdf1,23 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.