???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17667
Tipo do documento: Dissertação
Título: Mulheres refugiadas e o mercado de trabalho: um estudo no município de São Paulo
Título(s) alternativo(s): Refugee Women and the Labour Market: a study in São Paulo
Autor: Andrade, Marisa 
Primeiro orientador: Rodrigues, Maria Lucia
Resumo: A presente dissertação tem como objetivo apresentar a inserção no mercado de trabalho e as condições de vida das mulheres refugiadas no município de São Paulo. Para atingir tal intento fez-se necessário uma investigação minuciosa da realidade do refúgio no mundo e no Brasil, considerando a legislação pátria, as convenções e tratados internacionais dos quais o Brasil é subsidiário. Nesse sentido, buscou-se inicialmente identificar os diversos grupos de pessoas que se deslocam em busca de refúgio, consideraram-se como refugiadas somente aquelas pessoas que de acordo com a Lei 9.474 de 22 de julho 1997 em seu art. I são forçadas a abandonar seus lares em situações de conflitos, por questões religiosas, étnicas, políticas, dentre outras. Os conflitos colocam em risco a vida, a liberdade e a segurança da população que sofre ameaças e efetivas perseguições, desencadeando o refúgio. Essa situação obriga a fuga das pessoas de seus países em busca de uma vida melhor em outro que as receba. Mas, para sobreviverem em outro país precisam trabalhar e isso desencadeou a pesquisa em questão, na qual se investigou a inserção dessas mulheres no mercado de trabalho paulistano, considerando a categoria trabalho e as mudanças no mundo de trabalho, no contexto do sistema capitalista, vinculada intrinsecamente às condições dessa inserção como fator determinante para a sua sobrevivência e refletem nas condições de vida dessas mulheres, na sua formação educacional, qualificação profissional e consequentemente no modo de inserção no mercado de trabalho. Nesse sentido, procedeu-se a pesquisa bibliográfica, que subsidiou o aprofundamento teórico sobre o tema. A apropriação teórica em relação ao histórico e à legislação foi essencial para dar início ao estudo. Por meio de pesquisa qualitativa, com base em exame críticoanalítico da realidade investigada, procedeu-se a análise do objeto de estudo, assim como a pesquisa de campo, fornecendo elementos necessários à descrição e interpretação do fenômeno estudado. Assim, procedeu-se ao exame dessa realidade particular mediante a utilização de técnicas padronizadas de coleta de dados, tais como o questionário e entrevista aprofundada. O contato com quatro organizações atuantes na questão do refúgio forneceu os dados e as condições para contato com as refugiadas. Selecionou-se uma amostra representativa de 53 mulheres refugiadas residentes na cidade de São Paulo, as quais forneceram as informações pertinentes às análises desenvolvidas neste trabalho. No processo de investigação buscaram-se desvelar o conceito de trabalho, as mudanças ocorridas nesse universo, o mundo do trabalho e suas transformações ao longo do processo histórico da sociedade capitalista, inter-relacionando-as com a realidade das mulheres refugiadas. Nesse processo buscou-se também desvelar a história de vida da mulher refugiada, suas condições de moradia, como tem se dado sua sobrevivência. Entretanto, a despeito de haver centrado seu foco de interesse no que concerne à inserção no mercado de trabalho e a condição de vida desse grupo social, não se limitou este estudo a descrever tão somente tais condições, mas investigar o que o Estado, órgão responsável pela acolhida e permanência dessas pessoas tem feito, e pode fazer para efetivar o que em discurso já está estruturado, a verdadeira acolhida aos refugiados, no estudo em questão às refugiadas. Como corolário dessa linha argumentativa, tem-se que sem a presença ativa do Estado como agente estruturador, dificilmente o país terá condições de garantir a proteção social a esse grupo, que, como já mencionado, tem crescido a cada dia. Considerando os aspectos ora pontuados, espera-se que este trabalho possa servir como fonte adicional de consulta e interesse para todos aqueles que têm no refúgio sua área de atuação, mormente para os que se dedicam ao estudo da problemática relacionada aos direitos dos refugiados, atendendo ainda aos que buscam apreender sobre como vivem as refugiadas na megalópole paulistana. Estima-se que esta pesquisa sirva de orientação para outros pesquisadores na área do serviço social e que a mesma, diferentemente de se tornar mais uma produção nas prateleiras da academia, suscite novas discussões e novos debates na área, inquietando alguns e, em outros, despertando novos olhares em direção a uma realidade mais crítica, social e política acerca do refúgio e das refugiadas
Abstract: This thesis aims to present the integration into the labor market and living conditions of refugee women in São Paulo . To achieve this purpose it was necessary to thoroughly investigate the reality of refuge in the world and in Brazil , considering the homeland legislation , international conventions and treaties to which Brazil is subsidiary . Accordingly, we sought to first identify the different groups of people moving in search of refuge , were considered as refugees only those people that according to Law 9474 of July 22, 1997 in art . I were forced to flee their homes in conflict situations , for religious, ethnic , political , among others . Conflicts endanger the life, liberty and security of the population suffering threats and persecutions effective , triggering the refuge . This situation forces the flight of people from their countries in search of a better life in another that receives . But to survive in another country need to work and this triggered the research in question , in which we investigated the inclusion of these women in São Paulo labor market , considering the work category and the changing world of work in the context of the capitalist system , linked intrinsically conditions such inclusion as a determinant for survival and reflect on the living conditions of these women in their educational background , professional qualifications and consequently the mode of insertion in the labor market factor. Accordingly, we proceeded to literature , which supported the theoretical study on the topic . The theoretical appropriation in relation to history and legislation was essential to initiate the study. Through qualitative research , based on critical and analytical examination of reality investigated , we proceeded to the analysis of the object of study , as well as field research by providing information necessary to the description and interpretation of the studied phenomenon . Thus , we proceeded to the examination of this particular reality through the use of standardized techniques for data collection , such as questionnaires and in-depth interview. The contact with four organizations active on the issue of refuge provided the data and conditions for contact with the refugees . We selected a representative sample of 53 refugee women living in the city of São Paulo , which provided information relevant to the analysis developed in this work . In the research process sought to unveil the concept of work , changes in this universe , the world of work and its transformations over the historical process of capitalist society , inter - relating them to the reality of refugee women . In this process , we sought to uncover the life story of refugee women, their living conditions, as it has been given its survival . However , despite having centered his focus of interest regarding the integration into the labor market and living conditions of this social group , this study was not limited solely to describe such conditions , but investigate what the state agency responsible for acceptance and permanence of these people have done and can do to accomplish what is already structured in speech , true hospitality to refugees , in the present study to refugees . As a corollary to this line of argument , we have that without the active presence of the state as a structuring agent , the country will hardly able to guarantee social protection to this group , which , as already mentioned , has grown every day . Considering the aspects sometimes punctuated , it is expected that this work can serve as an additional source of research and interest to all those who have refuge in their area of expertise , especially for those who dedicate themselves to the study of issues related to the rights of refugees , given still seeking to apprehend about living as refugees in São Paulo megalopolis . It is estimated that this research guidance for other researchers in the social service area and that it , unlike become a production on the shelves of academia , creates new discussions and debates in the new area of concern in some and in others , awakening " new looks " toward a more critical social and political refuge and about the reality of refugee
Palavras-chave: Mulher refugiada
Trabalho
Inserção no mercado de trabalho
Condições de vida
Work
Insertion in the labor market
Refugee women Social Service
Living conditions
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Andrade, Marisa. Refugee Women and the Labour Market: a study in São Paulo. 2014. 187 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17667
Data de defesa: 21-Feb-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marisa Andrade.pdf2,57 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.