???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17722
Tipo do documento: Tese
Título: Vítimas indiretas dos homicídios: testemunho de mulheres em São Paulo/SP
Autor: Acquaviva, Graziela 
Primeiro orientador: Marsiglia, Regina Maria Giffoni
Resumo: Trata-se de um estudo sobre o impacto dos homicídios nas vítimas indiretas destes crimes, principalmente os familiares e, dentre estes, as mulheres. Partiu-se de resultados e registros de pesquisa anterior, realizada no Programa de Políticas Públicas da FAPESP, entre 1998 e 2003, quando se investigou as necessidades e demandas das famílias com vitimas fatais e se identificou que 81% dos entrevistados eram mulheres. Á partir desse dado e, principalmente do significado social e político que representa, considerando a perspectiva dominante de gênero, em que a casa e a família são femininas. A exposição cotidiana aos territórios violentos perpassa essas moradias e famílias e, portanto as mulheres. Metodologicamente, os dados foram elaborados através da reorganização da base documental, de natureza secundária, composta de arquivos digitalizados das entrevistas semiestruturadas, dos diários de campo e dos relatórios sobre os processos criminais das vítimas. A amostra deste estudo reúne documentação comum a 80 casos. As análises referem-se ao traçado do perfil dos entrevistados e articulação destes com as vítimas, tanto nas casas como em relação ao sistema de segurança e justiça. Num segundo momento, análises em maior profundidade, são realizadas tendo como referência os diários de pesquisa, considerando-se a riqueza desta fonte, em termos do impacto da violência fatal, sobre os familiares, mas também sobre os pesquisadores. A articulação entre as três fontes, diários, entrevistas e processos é realizada apontando a importância da contribuição entre estas, nos estudos sobre violência, no contato direto com os sujeitos envolvidos e, especialmente com as vítimas indiretas, ocultadas nas pesquisas sobre mortes violentas. A presença das mulheres foi demarcada tanto nas casas e nas famílias, quanto nas relações institucionais, na abertura dos inquéritos e processos judiciais. Elas estavam antes, durante e depois dos homicídios, condição objetiva de vida, naturalizada, invisibilizada e, confortavelmente, adequada à omissão do Estado
Abstract: This is a study about the impact of homicides in the indirect victims of these crimes, especially the family and among these, women. Starting from previous research results and records, performed in FAPESP Program of Public Policy, between 1998 and 2003, when it investigated the needs and demands of families with fatal victims and identified that 81% of respondents were women. From such data, and especially the social and political significance that is, considering the dominant gender perspective, where the house and the family are female. Daily exposure to violent territories pervades these houses and families and therefore women. Methodologically, the data were produced by reorganization of the evidence base, secondary in nature, consisting of digitized files of semi - structured interviews, field diaries and reports on criminal cases of the victims. The sample gathers common documentation of 80 cases. The analyzes refer to the profile of tracing of respondents and link between these and the many victims in the homes and in relation to security and justice system. Secondly, analyzes in greater depth, are made with reference to the daily research, considering the wealth of this source, in terms of the impact of fatal violence on the family, but also researchers. The link between the three sources, diaries, interviews and processes is undertaken by emphasizing the importance of the contribution of these in studies on violence, in direct contact with the individuals involved and, in this, especially on the indirect victims, hidden in research on deaths violent. The presence of women was marked in the houses, families and institutional relations with the opening of judicial investigations and processes. They were before, during and after the murders, objective living conditions, natural and invisible and comfortably, appropriate to State omission
Palavras-chave: Violência
Homicídios
Vítimas indiretas
Mulheres
Fontes de pesquisa
Violence
Violence
Murders
Indirect victims
Women
Research sources
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Acquaviva, Graziela. Vítimas indiretas dos homicídios: testemunho de mulheres em São Paulo/SP. 2015. 183 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17722
Data de defesa: 9-Mar-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Graziela Acquaviva.pdf1,43 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.