???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17742
Tipo do documento: Tese
Título: Divisão sexual do trabalho e suas expressões: reflexões a partir do trabalho docente em Serviço Social na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR)
Autor: Marques, Maria Inez Barboza 
Primeiro orientador: Martinelli, Maria Lúcia
Resumo: Como parte das relações sociais de sexo, a divisão sexual do trabalho é intrínseca à divisão social do trabalho no contexto do sistema capitalista que explora a força de trabalho de homens e mulheres e imprime uma lógica perversa de exploração/dominação, atingindo trabalhadores e trabalhadoras em diferentes espaços sócio-ocupacionais, incluindo a profissão do Serviço Social e o trabalho docente nesta área. Além disso, a divisão sexual do trabalho deve ser vislumbrada em sua dinâmica no espaço e no tempo, atingindo outros componentes da realidade, sejam eles sociais, políticos, econômicos ou culturais. A partir do contexto da reestruturação produtiva do capitalismo e da contrarreforma do Estado no Brasil, a educação, as universidades e o trabalho docente entram na lógica da mercantilização imposta pelo movimento do capital em nível mundial. Nesse âmbito, aprofunda-se a crise nas universidades e é concretizada a precarização do trabalho docente. Tendo como norte essas dimensões, a pesquisa teve como objetivo geral analisar a divisão sexual do trabalho e suas expressões no trabalho docente em Serviço Social, tomando como ponto de partida a acumulação flexível da década de 1970 e suas repercussões nos Cursos de Serviço Social na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), nos campi de Apucarana e Paranavaí. A pesquisa caracterizou-se como qualitativa, através da realização de entrevistas aliadas à ação reflexiva, que dinamizou a participação dos sujeitos e sujeitas. Ao final do processo, foi possível constatar que, para além da divisão sexual do trabalho, o trabalho docente é permeado pela divisão do saber e do poder, presentes, inclusive, na construção da ciência, particularmente na UNESPAR e nos cursos de Serviço Social em Paranavaí e Apucarana, no Estado do Paraná
Abstract: As part of sex social relations, sexual division of labor is intrinsic to social division of labor in the capitalist system context which exploits men and women workforce and imprints a perverse exploitation/domination logic, affecting male and female workers in different socio-occupational spaces, including the Social Work profession and the work of teachers in this area. In addition, sexual division of labor must be seen through its space and time dynamics, including other reality components such as social, political, economic and cultural. From a capitalist production restructuring context and the Brazilian State Reform, education, universities and the work of teachers adopted the mercantile logic imposed by the capital movement at the global level. In this context, universities fall into a crisis and the precariousness of the teachers work is confirmed. Taking these dimensions consideration, the general objective of this research is to analyze the sexual division of labor and its expressions on the work of Social Work teachers, having as starting point the flexible accumulation of the 70 s and its impact on the Social Work Courses from Paraná State University (UNESPAR), at the Apucarana and Paranavaí campuses. The research is characterized as qualitative, using interviews together with reflective action which made the participation of the subjects (male and female) more dynamic. At the end of the process, it was possible to verify that, besides the sexual division of labor, the work of teachers is permeated by a knowledge and power division, present, inclusively, in the construction of Science, particularly at UNESPAR and in the Social Work courses at Paranavaí and Apucarana, in the State of Paraná
Palavras-chave: Trabalho
Divisão sexual do trabalho
Gênero/ patriarcado
Relações sociais de sexo
Reestruturação produtiva do capitalismo
Work
Sexual division of labor
Gender/ patriarchy
Sex social relations
Capitalist production restructuring
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Marques, Maria Inez Barboza. Divisão sexual do trabalho e suas expressões: reflexões a partir do trabalho docente em Serviço Social na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). 2015. 299 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17742
Data de defesa: 22-Jun-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Inez Barboza Marques.pdf8,06 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.