???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17748
Tipo do documento: Dissertação
Título: Hip-hop: movimento político-cultural de resistência da juventude da periferia e sua inserção nos saraus
Autor: Borri, Giovanna Teixeira 
Primeiro orientador: Barroco, Maria Lucia Silva
Resumo: Norteado por uma influência marxista, desenvolvemos neste trabalho, a partir da esfera cultural e artística, uma síntese e análise do significado do hip-hop enquanto um movimento político-cultural que encontrou nos saraus culturais da periferia uma nova forma de resistência. O hip-hop surge no final da ditadura civil-militar e atualmente busca responder à conjuntura sócio-histórica neoliberal se caracterizando enquanto resistência dos jovens da periferia frente ao incentivo ao consumo, a desresposabilização do Estado, a retração de direitos, a militarização da vida, ao preconceito, a violência, etc. No entanto isso não se dá de forma homogênea, nos anos 2000 o acirramento da ideologia neoliberal influenciou o ideário de parte deste movimento que se rendeu aos prazeres oferecidos pelo capitalismo e esvaziou o discurso político que havia por detrás. Por conta disso, e do abandono da periferia pelo Estado, inclusive no aspecto cultural, jovens e moradores dessa região criaram um novo espaço de resistência: os saraus culturais. Influenciados pelo próprio hip-hop, os saraus nascem nos anos 2000 como outra forma de resistência da periferia que vem ganhando espaço e conquistando mais adeptos. Desta forma, o objetivo principal da pesquisa é entender a influência que o hip-hop teve na construção deste novo espaço cultural, e visualizar a sua presença e atuação nesses encontros culturais. Para tanto, utilizamos como metodologia entrevistas semi-estruturadas com participantes do movimento hip-hop que se inserem em saraus culturais da cidade de São Paulo. Nesta perspectiva, este trabalho é de grande relevância para a profissão por discutir um tema pouco abordado na categoria dos Assistentes Sociais e por trazer à academia a voz dos jovens que denunciam através da cultura hip-hop as manifestações da questão social no interior dos saraus
Abstract: Guided by a Marxist influence, we have developed in this paper an overview and analysis of the meaning of hip-hop as a political and cultural movement, which have found inside the cultural saraus from the suburbs a new way of resistance. The hip-hop was born in the end of military dictatorship and nowadays it tries to explain the neoliberal sociohistorical environment, representing the resistance of the youth from the suburbs to incentive of consumer spending, government resignation, retraction of rights, life militarization, prejudice, violence, etc. However this does not happen homogeneously, in the 2000s the intensification of the neoliberal ideology influenced the ideal of part of this movement, which surrendered to the positive side of the capitalism, ending with its political beliefs. Because of that and the abandonment of the suburbs by the government, including cultural aspects, youth and residents from the region built a new space of resistance: the cultural saraus. Influenced by the hip-hop, the saraus were born in the 2000s as a new way of resistance from the suburbs and they have becoming bigger and getting more people. In this way, the main objective of this research is understanding the influence that the hip-hop had during the construction of this new cultural space, and analyze its presence and action inside these cultural meetings. In order to do so, we use semi-structured interviews methodology with participants of the hip-hop movement inside the saraus culturais in the city of São Paulo. From this perspective, this research is of great relevance to the profession, since it discuss an unusual theme at Social Assistance category, and it brings to the academy the voice of young people who denounce trough the hip-hop protests of social questions inside the saraus
Palavras-chave: Hip-hop
Sarau
Juventude
Cultura
Arte
Youth
Culture
Art
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Borri, Giovanna Teixeira. Hip-hop: movimento político-cultural de resistência da juventude da periferia e sua inserção nos saraus. 2015. 128 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17748
Data de defesa: 11-Sep-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Giovanna Teixeira Borri.pdf2,51 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.