???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17777
Tipo do documento: Tese
Título: Serviço social e construção do conhecimento: contextos, lógicas e significados no serviço social português
Autor: Ferreira, Maria Emilia Freitas
Primeiro orientador: Martinelli, Maria Lúcia
Resumo: As condições de emergência do Serviço Social em Portugal conduziram a uma profissão de carácter interventivo sem grande recurso a referenciais teóricos. À profissão pediu-se a capacidade de resposta imediata a problemas urgentes, não sendo por isso reconhecida a necessidade, nem a legitimidade, para participar no estudo das condições e contradições sociais e políticas no seio das quais se desenvolvia a sua prática, conduzindo ao seu quase afastamento dos domínios da produção teórica. O assistente social intervinha sobre o social sem que esse processo o conduzisse à elaboração de um discurso analítico e crítico ou a uma prática que tivesse em conta as antinomias estruturais em que operava. Porém, na alvorada do 25 de Abril de 1974, a tomada de consciência e a luta desenvolvida em prol do reconhecimento universitário da formação em Serviço Social, colocaram a profissão num percurso de construção de novos patamares académicos, permitindo aos seus investigadores reunir as condições científicas indispensáveis à elaboração do pensamento social. Tendo como objecto o Serviço Social e o seu papel na construção do conhecimento, a presente investigação analisa a produção resultante do processo de formação pós-graduada envolvendo as instituições académicas ISSSL/PUC-SP actores principais no desenvolvimento de uma massa crítica, embrião de uma comunidade científica. Se é certo que a pesquisa evidenciou as fragilidades em que assentou o projecto institucional, a produção analisada - 8 teses de doutoramento e 41 dissertações de mestrado configura uma mais valia impensável sem aquele. A produção científica que se articula segundo quatro áreas de concentração Processo Evolutivo do Serviço Social em Portugal: processos, lógicas e trajectória; Agir Profissional: fundamentos, teorias e práticas; Estado Sociedade e Políticas Públicas; e Demandas e Direitos Sociais - reflecte por um lado preocupações do foro ontológico - o ser profissão na sua construção histórica e nos fundamentos do agir - e por outro - numa forte vinculação à prática - incide na realidade multifacetada na qual o exercício profissional se torna facto social. Estão por isso também presentes na produção quer os sujeitos e suas demandas, quer as problemáticas sociais, quer ainda as políticas públicas que legitimam e dão suporte à operacionalização da prática interventiva
Palavras-chave: História do serviço social português
Produção do conhecimento
Comunidade científica
Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa
Qualificação acadêmica
Convênio PUC-SP/ISSSL
Servico social -- Filosofia
Servico social -- Portugal
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Ferreira, Maria Emilia Freitas. Serviço social e construção do conhecimento: contextos, lógicas e significados no serviço social português. 2006. 394 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17777
Data de defesa: 4-May-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MariaEmiliaFerreira.pdf4,53 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.