???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17901
Tipo do documento: Tese
Título: Análise do transporte coletivo urbano sob a ótica dos riscos e carências sociais
Autor: Cardoso, Carlos Eduardo de Paiva 
Primeiro orientador: Yasbek, Maria Carmelita
Resumo: Este estudo teve como objetivo a análise do transporte coletivo urbano da cidade de São Paulo sob a ótica dos riscos e carências sociais. A desigualdade social resulta de diversos fatores como (1) o desempenho da economia, (2) as condições socioeconômicas das diferentes populações que habitam a cidade, (3) a distribuição urbana, principalmente o fosso espacial entre os locais de moradia, as atividades socioeconômicas e as infra-estruturas públicas como hospitais, escolas, etc. e (4) o atendimento do transporte à população nas diferentes regiões da cidade, principalmente o transporte coletivo público. A qualidade do atendimento do transporte coletivo urbano às diferentes populações, por sua vez, depende do: (1) número de linhas disponíveis, (2) da freqüência e destinos destas linhas, (3) das necessidades de deslocamento desta população e (4) do custo deste transporte relativo aos ganhos da mesma população. A qualidade e a acessibilidade ao transporte coletivo são temas bastante tratados nas áreas da Engenharia de Transporte e Urbanismo durante os últimos anos. Ao mesmo tempo, nas áreas de Serviço Social e Ciências Sociais, inúmeros trabalhos têm buscado identificar a espacialidade da desigualdade social utilizando conceitos como: linha de pobreza, inclusão/exclusão social, vulnerabilidade social etc. A partir da compreensão dos fatores que compõem o universo do transporte coletivo urbano e dos riscos e carências sociais desenvolvemos uma metodologia que permitiu a comparação destes dois universos. Como resultado final deste trabalho temos: (1) uma metodologia de análise de variáveis de transporte que permite a comparação destas, com variáveis socioeconômicas como vulnerabilidade social e inclusão/exclusão social, (2) a comparação da espacialidade da desigualdade social à espacialidade do atendimento do transporte coletivo urbano, permitindo-nos identificar, para as regiões de maiores carências sociais do município de São Paulo, o grau de atendimento do transporte coletivo e aferir até que ponto o sistema de transporte urbano existente é um mitigador ou não das desigualdades sociais
Abstract: This study is concerned with the analysis of transportation in the urban the city of São Paulo, under the social risks and deprivations approach. The social inequality arises from a lot of factors as (1) the economics performance, (2) the socioeconomic conditions of the distinct population that inhabit the city, (3) the urban distribution, mostly the spatial abysm among the dwelling places, the socioeconomic activities and the public infrastructure as hospitals, schools etc and (4) the transportation attendance in the various regions of the city, mainly the public urban transportation. The quality of attendance of the urban transportation to the different population, on the other hand, depends on: (1) the number of available lines, (2) the frequency and destination of these lines, (3) the needs of displacement of these population and (4) the cost of the urban transportation relate to the income of these population. The quality and the accessibility to the urban transportation are subjects often studied in the fields of Transportation Engineering and Urbanism in the last few years. At the same time, in Social Service and Social Sciences areas, many works have sought to identify the spatiality of the social inequality, making use of concepts as: poverty line, social inclusion/exclusion, social vulnerability etc. From understanding the factors that compose the urban transportation universe and its social risks and deprivations we developed a methodology that allowed us to compare these two universes. As a final result of this work we have: (1) a methodology for the analysis of transportation variables that permits the comparison of these variables to socioeconomic variables as social vulnerability and social inclusion/exclusion; (2) the comparison of the social inequality spatiality to the urban transportation attendance spatiality, allowing us to identify, to the regions of greatest social deprivations in the city of São Paulo, the level of the urban transportation attendance, and to assess if the existing urban transportation system is quelling social deprivations or not
Palavras-chave: Vulnerabilidade social
Transporte coletivo
Urban transportation
Social vulnerability
Sao Paulo (cidade) -- Populacao -- Aspectos sociais
Transporte urbano -- Sao Paulo (cidade)
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Cardoso, Carlos Eduardo de Paiva. Análise do transporte coletivo urbano sob a ótica dos riscos e carências sociais. 2008. 138 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17901
Data de defesa: 16-Jun-2008
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carlos Eduardo de Paiva Cardoso.pdf3,14 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.