???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17952
Tipo do documento: Tese
Título: Trajetórias profissionais, história e subjetividade: a produção de sentidos no serviço social
Autor: Barbagallo, Leonardo 
Primeiro orientador: Martinelli, Maria Lúcia
Resumo: O objeto desta investigação consiste na busca da explicitação, apreensão e compreensão acerca dos sentidos produzidos pelos assistentes sociais relativamente ao próprio Serviço Social. Desta forma, destaca-se o estudo e pesquisa no campo da subjetividade dos agentes profissionais, verificando-se o processo de constituição dos sujeitos profissionais a partir dos anos 1960 até o início do século XXI. O enfoque recai sobre o sujeito individual perspectivado, ele próprio, como produção social e histórica. Os fundamentos teóricos para a abordagem do sujeito individual estão alicerçados no estudo da obra marxiana, onde apreendemos como produção social e histórica, portanto, ontológica, o conjunto das atividades desenvolvidas pelo homem em relação ao mundo natural e, a partir daí, em relação ao mundo humano-social por ele criado. Por conseguinte, a base de instauração do verdadeiramente humano consiste no trabalho. Quanto à subjetividade, a base teórica desta investigação fundamentação em Vygotsky. A pesquisa efetivou-se a partir da metodologia da História Oral, metodologia que favorece a apreensão dos significados sociais que possibilitam a construção do sentido no plano da singularidade. Desta forma, a metodologia de pesquisa aproxima-se da teoria vytotskyana, que entende que os processos subjetivos são mediados pela linguagem. A pesquisa foi realizada com assistentes sociais considerados, após estudos preliminares, como sujeitos significativos para esta pesquisa, sendo escolhidos entre os profissionais homenageados pela Primeira Série Histórica realizada pelo Conselho Regional de Serviço Social CRESS 9ª. Região , em 2001. A investigação realizada traz elementos que demonstram que os sentidos produzidos pelos sujeitos da pesquisa, somente podem ser apreendidos se levarmos em consideração, além dos âmbitos cognitivo e prático objetivação e exteriorização dos sujeitos , o âmbito da afetividade, pois que esta se constitui na expressão primeira que faz os sujeitos sensibilizarem-se diante da realidade social própria à sociabilidade do capital: a produção da pobreza material e espiritual e seu corolário de dominação e opressão das classes sociais subalternizadas. Igualmente, a pesquisa realizada permite afirmar, que tal como propõe Vygotsky, as esferas da afetividade, atividade e consciência se interfuncionalizam, gerando um processo de mútuas relações e mudanças no campo da subjetividade. É possível afirmar, ainda, que os sujeitos da pesquisa mostram-nos que seu processo de subjetivação ocorre num processo de superação da cotidianidade, alçando-se ao nível humano-genérico, tendo como base de sustentação para tal afirmação o fato de que sua subjetividade é a expressão de sujeitos que se constituem a partir de atividades, consciência e afetividade ético-política. O Serviço Social, por conseguinte, é investido de sentidos que, variando entre a proposição clara de reforma da sociabilidade do capital e a sua superação, pela transformação desta sociabilidade numa sociedade socialista/comunista, expressam-se sempre como comprometimento com as classes sociais subalternas, seja como construção de intervenções que atuem no campo da pobreza e de outras expressões da questão social, seja como construção de intervenções que se direcionam para a constituição de uma sociedade na plenitude da justiça, resultante da emancipação do gênero humano da alienação e reificação a que estão sujeitas na sociedade do capital
Abstract: The object of the present investigation lies in a search about the explicitation, apprehension and comprehension about the sense produced by social workers in relation of the own Social Service. In such way, we distinguish the study and the research in the field of professional agents subjectivity starting from 1960s till the beginning of XXI century. Our focus is put in the individual subject taken in a perspective of the social and historic production. The theorical fundaments to approach the individual subject are founded in a study of the Marxist work, where we apprehend as social and historic production, and so ontological, the conjoint of activities developed by the man in relation to the natural world and, starting there, in relation to the social-human world created by him. Consequently, the installation basis of the really human lies in the work. As for the subjectivity, the theorical basis of our investigation is founded in Vygotsky, Our research happened starting by the Oral History methodology, a methodology that favors the apprehension of social meanings that make possible the construction of a sense into the plan of singularity. Through that way, the research methodology is close to the vygotskyan theory, which believes that the subjective processes are mediated by the language. The research was realized with social workers considered, after preliminary studies, as significant subjects for this research, a choice being made between the professionals honored by the First Historic Series realized by the Social Service Regional Council CRESS 9º Region in 2001. The investigation realized brought some elements which show that the senses produced by the research subjects, can only be apprehended if, besides the cognitive and practice ambits objectivation and exteriorization of subjects- we must take also in consideration the affectivity ambit, taking in account that affectivity constitute the prime expression to make the subjects sensible before the social reality belonging to the sociability of capital: the production of material and spiritual poverty and his corollary of domination and oppression against social classes made subaltern The research produced let us affirm, also, that as Vygotsky proposes, the spheres of affectivity, activity and conscience may function together, generating a process of mutual relations and changing into the field of subjectivity . It s possible to affirm, also, that the subjects of the research show us that their process to subjectivate happens under a process of overcome quotidian routine, attaining the generic-human level, having as support basis for that affirmation the fact that his subjectivity is the expression of subjects that are constitute starting from ethic-politics of activities, conscience and affectivity. Consequently, the Social Service is invested with such senses that, alternating between a clear proposition for capital sociability reform and his superation, for the transformation of that sociability in a socialist/communist society, express themselves always as having a compromise with subaltern social classes, be it as in intervention constructions to act into poverty field and other social questions expressions, be it also as interventions construction directed to constitute a society under the justice plenitude, as result of emancipation of human being from the alienation and reification they are subjected into the capital society
Palavras-chave: Serviço social
Social service
subjectivity
Assistentes sociais
Subjetividade
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Barbagallo, Leonardo. Trajetórias profissionais, história e subjetividade: a produção de sentidos no serviço social. 2005. 424 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17952
Data de defesa: 24-Jun-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Leonardo Barbagallo.pdf2,79 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.