???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17966
Tipo do documento: Tese
Título: Rupturas moleculares emancipatórias: a potencialidade da prática do serviço social
Título(s) alternativo(s): Emancipatory molecular ruptures: the potentiality of social work practice
Autor: Luiz, Danuta Estrufika Cantoia 
Primeiro orientador: Martinelli, Maria Lúcia
Resumo: O presente estudo tem como objetivo analisar a potencialidade da prática do Serviço Social em produzir rupturas moleculares emancipatórias no contexto dos Programas de Capacitação para Conselheiros Municipais de Assistência Social no Estado do Paraná. Com base nos fundamentos teóricos gramscianos, argumentamos a necessidade de capacitação e fortalecimento desses sujeitos sociais, através da elevação do senso comum à auto-constituição de uma consciência crítica e conseqüente fomento para o protagonismo social e político - considerada como ruptura molecular emancipatória - para que possam contribuir na construção de uma contra hegemonia à racionalidade instrumental, que perpassa a sociedade moderna. Conferindo materialidade a essa análise, o eixo norteador da pesquisa constitui-se na crítica ao caráter hegemônico e contraditório de classe da sociedade moderna, na qual buscamos os fundamentos e os valores crítico-modernos da emancipação social enquanto processo que potencializa o conhecimento e a razão críticos e o protagonismo social e político de grupos, organizações e segmentos da classe subalterna para sustentar a necessidade de alargamento da democracia participativa e ampliação do espaço público moderno, como uma das alternativas para reverter o quadro hegemônico. Com vistas ao enfrentamento à tendência hegemônica de aceitação passiva da racionalidade de práticas sociais modernas instrumentais, na tese, argumentamos que a Modernidade cenário histórico contraditório que determina o desenvolvimento de práticas sociais - também instaura uma razão emancipatória, não acima dos homens, mas como conquista e produto de suas lutas cotidianas, que precisa ser potencializada nas mais diversas práticas profissionais e sociais no sentido de contribuir à construção de uma nova cultura pela classe subalterna. Nesse eixo norteador tem-se como pressuposto que o Serviço Social pode potencializar, na instância de sua prática profissional, ações que desencadeiem rupturas moleculares frente à perspectiva hegemônica e que contribuam na instrumentalização processual dos conselheiros municipais para esse empreendimento social. Para corroborar esse pressuposto, foi necessária a recorrência aos sujeitos representativos (assistentes sociais e conselheiros capacitados) da prática desenvolvida nos Programas de Capacitação, à luz de uma fundamentação teórico-crítica, a qual validou o pressuposto que move a presente tese, sistematizando e caracterizando uma prática profissional, através do resgate dos fundamentos, valores, procedimentos, objetivos e marcas que evidenciam o compromisso ético-político e prático da profissão com a emancipação social
Abstract: This study aims at analyzing the potentiality of the Social Work practice to produce emancipatory molecular ruptures in the context of Qualification Programs for Municipal Councilors of Social Assistance in the State of Paraná. Based on Gramsci s theoretical fundamentals we argue the necessity of qualification and strengthening of these social subjects through the elevation from the common sense to the self-constitution of a critical conscience and consequent stimulation of their social and political performance considered as emancipatory molecular rupture in order that such can contribute to the construction of an anti-hegemony to the instrumental rationality that follows the modern society. Conferring materiality to this analysis, the research s support is the critic to the hegemonic and contradictory class-nature of the modern society, in what we search for the fundamentals and critical-modern values of social emancipation while process that develops the critical knowledge and reason and the social and politic performance of groups, organizations and segments of subaltern classes to support the necessity of enlargement of the participative democracy and the expansion of the modern public space, as one of the alternatives to revert the hegemonic scenario. Aiming at facing the hegemonic tendency for passive acceptance of the rationality of modern social practices, in the thesis, we argue that the Modernity contradictory historical scenario that determines social practices development also establishes an emancipatory reason, not above the humans, but as conquest and outcome of its daily fights, that needs to be developed in the most professional and social practices in a sense of contributing to the construction of a new culture for the subaltern class. Such principle carries as presupposition that Social Work can develop, in its professional practice instance, actions that move molecular ruptures face to the hegemonic perspective and that contribute to give procedural instruments to municipal councilors for this social undertaking. In order to corroborate such presupposition, it was necessary the appealing to the representative subjects (social workers and qualified councilors) of the practice developed in the Qualification Programs, focused on a theoretical-critical base, what validated the presupposition that moves the present thesis, systematizing and characterizing a professional practice, through the recovery of fundamentals, values, actions, goals and marks that demonstrate the ethic-political and practical commitment of the profession with the social emancipation
Palavras-chave: Emancipação social
Rupturas moleculares
Assistentes sociais - Prática profissional
Social emancipation
Molecular ruptures
Professional practice
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Luiz, Danuta Estrufika Cantoia. Rupturas moleculares emancipatórias: a potencialidade da prática do serviço social. 2005. 283 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17966
Data de defesa: 6-Jul-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese2[1].pdf1,45 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.