???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18063
Tipo do documento: Dissertação
Título: Matrizes das protolinguagens
Título(s) alternativo(s): Matrices of protolanguages
Autor: S., Júlio C. Martins 
Primeiro orientador: Santaella, Lucia
Resumo: Essa pesquisa apresenta uma proposta inicial de expansão externa das Matrizes da linguagem e pensamento: sonora, visual, verbal. Aplicações na hipermídia (São Paulo Iluminuras/FAPESP, 2001) conforme propostas por Lúcia Santaella, criando duas novas matrizes das protolinguagens (1 qualidade e 2 relação) para formarem uma tríade de matrizes. De acordo com a proposta original, todas as linguagens são híbridas e nascem das misturas, em diferentes graus, das três principais matrizes das linguagens, que se expandem internamente na recursividade das três categorias fenomenológicas de Peirce, chegando a 27 modalidades que se desdobram em 81. A justificativa da pesquisa é a necessidade de se entender todas as formas de linguagens desde as mais primordiais às mais estruturadas, engendradas pelo ser humano, mediante sua relação com o mundo físico, e posterior representação dele, a partir de uma estrutura conceitual única e interarticulada, capaz de variar em gradação, do elemento mais diáfano do mundo físico ao mais elaborado do domínio da linguagem verbal, passando pela percepção sensorial humana. O objetivo da pesquisa é apresentar uma estruturação provisória, dessas novas matrizes como passo inicial. Para o conjunto das duas novas matrizes é proposta a denominação de matrizes das protolinguagens numa referência às formas de linguagens mais primordiais, sem gramática. O conjunto de três matrizes é então denominado de Matriz 1 Qualidade: fenômenos da natureza; Matriz 2 Relação: percepção sensorial; Matriz 3 Representação: linguagens, sendo que esta última corresponde à proposta original de Santaella. Com base nas categorias fenomenológicas de Peirce, na teoria dos signos e na semiose, essa pesquisa parte da premissa de que se as matrizes da linguagem correspondem à categoria de terceiridade, deve haver duas outras matrizes que correspondam à secundidade e primeiridade. Disso decorre a hipótese de que essas duas matrizes devem ter relação direta com os fenômenos do mundo físico e os sentidos da percepção. Assim, do mesmo modo que as matrizes das linguagens foram propostas a partir de três principais divisões, Matriz 1 foi proposta com base na física clássica, inspirada na segunda lei de Newton, que relaciona: Força, massa e aceleração; a Matriz 2 foi proposta baseada na fisiologia dos sentidos principais do olfato, paladar e tato, sendo o olfato o mais primordial e o tato o mais elaborado. Conforme a proposta provisória e inicial cada um dos três componentes de cada uma das matrizes das protolinguagens se subdivide em três que também se subdividem em mais três na recursividade das categorias peirceanas, de modo que chegamos a 9 modalidades em cada uma das duas novas matrizes, cada qual se desdobrando em 27 modalidades. O grau de refinamento alcançado (em quantidade de níveis) é inferior ao obtido pelas matrizes das linguagens mas foi resultado de uma decisão estratégica para permitir a elaboração de uma proposta inicial de duas novas matrizes. Os resultados são bastante animadores e justificam uma continuação da pesquisa. As três matrizes apresentam uma perfeita correspondência com as dez classes de signos mais conhecida de Peirce. E se as matrizes das linguagens já permitiam entender melhor as linguagens existentes e as novas que ainda surgirão, com a tríade de matrizes, o potencial de compreensão da semiose pode ser significativamente ampliado
Abstract: This research presents an initial proposition which aims to expand externally the work presented in Matrix of languages: sonorous, visual and verbal. Applications on hipermídia (originally in portuguese: Matrizes da linguagem e pensamento: sonora, visual, verbal. Aplicações na Hipermídia. São Paulo Iluminuras/FAPESP, 2001) by Lucia Santaella, creating two new matrices (1 Quality and 2 Relation) aiming to reach a composition of three matrices, founded in Peirce s philosophical architecture, the same way thrilled by Santaella s work. According to original proposition all kinds of languages are hybrid and rise from mixtures, in different grades, of these three main matrixes of languages, which expands itself internally, in a recursive way, according phenomenological three categories from Peirce, reaching 27 modalities, which are expanded internally again, each one, until reach 81 modalities. The proposition of this research, described initially as external expansion, consists in to create two new matrixes to operate in conjunction with the matrixes of language, but containing less refinement. The research justify itself by the necessity of understand all kinds of languages engendered by human being as a gender throughout your relation with physical world and posterior representation from him, starting from a unique and entangled conceptual structure, able to vary in grades from most primordial elements from physical world to one most structured verbal language, passing through human sensorial perception. The research has the main objective of to propose and an initial and provisory structure of these new matrixes of protolanguages, taken here as the primordial types, without grammar among other characteristics. The group of three matrixes is so called Matrix 1 Quality: nature phenomena; Matrix 2 Relation: sensorial perception; Matrix 3 Representation: Languages. This last one corresponds exactly to original proposition of Santaella s work. Founded in Peirce s three phenomenological categories, theory of signs and semiosis, this research starts from assumption that if the matrixes of languages correspond to thirdness category, certainly should have two other matrixes which corresponds to secondness and firtness. From that emerges the hypothesis that these matrixes should have some relationship with phenomena from physical world (firstness) and the human sensorial perception (secondness), which captures those phenomena, bringing to our mental processes. This way, the matrix 1 was proposed corresponding to phenomena based on Newton s 2nd laws of classical Physics which puts in relation force, mass and acceleration as initial inspiration; the matrix 2 was proposed based on physiological senses of smell, taste and touch, where the sense of smell corresponds to most primordial and the sense of touch the less primordial one. The auditory and visual senses are already included in Santaella s work. Each one of these two matrixes is presented in a provisory and initial structured where each one of them have three main divisions, which are expanded three by three according Peirce s three categories, reaching 9 modalities, which are subdivided again, each one of them, until 27 modalities. Although the refining grades (in quantity of sublevels) are less unfolded than those reached by Santaella s work, this was result from strategic decision in order to obtain the initial structure of two new matrixes. The initial results are very interesting and justify by itself the necessity of research towards to continuous refining work. The three matrixes resulted from creation of two matrixes of protolanguages in addition to matrixes of language proposed by Santaella, presents an remarkable correspondence with the ten classes of signs from Peirce. If the three matrixes of languages already increase our potential to understand better the existing languages and the new ones which will certainly appear, the trio of matrixes, could be an significant improvement to this potential
Palavras-chave: Matrizes
Linguagens
Linguagens híbridas
Semiose
Protolinguagens
Signos
Matrix
Languages
Hybridal languages
Semiosis
Protolanguages
Signs
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Mídias Digitais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologia da Inteligência e Design Digital
Citação: S., Júlio C. Martins. Matrices of protolanguages. 2010. 132 f. Dissertação (Mestrado em Mídias Digitais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18063
Data de defesa: 19-Oct-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologia da Inteligência e Design Digital

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Julio C Martins da Silva.pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.