???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18288
Tipo do documento: Tese
Título: Análise crítica do Ofício Divino das Comunidades
Autor: Souza, Maria da Gloria Mélo de 
Primeiro orientador: Costa, Valeriano Santos
Resumo: O objetivo do presente trabalho é fazer a análise crítica do Ofício Divino das Comunidades, que é uma proposta de Liturgia das Horas inculturada. A primeira publicação deste livro litúrgico brasileiro data de 1988, e o mesmo já se encontra em sua décima quarta edição (2007). O Ofício Divino das Comunidades, ao longo de mais de duas décadas de existência, vem sendo uma referência de oração comunitária, que une as riquezas da antiga tradição da Oração das Horas da Igreja e as experiências de fé das comunidades eclesiais, em diálogo com a piedade popular. Este Ofício devolveu ao povo simples a possibilidade de celebrar no ritmo das horas, como o era nos primeiros séculos. A motivação de fundo desta tese foi a constatação da necessidade de uma análise crítica mais profunda do Ofício Divino das Comunidades. Maria da Penha Carpanedo, que pertence à equipe que elaborou este Ofício, e se dedicou, desde o início, e continua se dedicando à divulgação do mesmo, se ocupou de seu estudo, em sua dissertação de Mestrado intitulada: Ofício Divino das Comunidades, Liturgia das Horas inculturada (2002). No presente trabalho, analisa-se criticamente este Ofício, levando também em consideração a sua prática celebrativa. Especificando: na primeira parte, oferece-se uma visão de conjunto do Ofício Divino das Comunidades: recorda-se a sua história, apresenta-se brevemente as Horas deste Ofício, sua estrutura e elementos, seus gestos e ações simbólicas, a música, os ministérios na celebração do Ofício e os elementos de inculturação que nele se encontram. A segunda parte, que é o corpo do trabalho, compõe-se de dois momentos: a descrição do instrumental de análise e a aplicação deste instrumental. O referencial teórico do primeiro momento é a tradição da Liturgia das Horas, a sua história ao longo dos séculos. No segundo momento, aplica-se o instrumental de análise ao Ofício Divino das Comunidades; confronta-se, compara-se a sua estrutura e os seus elementos com a tradição da Liturgia das Horas. A terceira parte do trabalho é dedicada à práxis do Ofício Divino das Comunidades, à sua prática celebrativa: são apresentados alguns relatos de comunidades, grupos diversos e pessoas que celebram este Ofício em comunidade ou o rezam em particular. Conclui-se que, verdadeiramente, o Ofício Divino das Comunidades é uma proposta valiosa de Liturgia das Horas inculturada, merecendo ser aprovado pela CNBB e reconhecido pela Sé Apostólica, como livro alternativo de Liturgia das Horas para o povo
Abstract: The objective of this work is making a critical analysis of the Divine Office of Communities, which is a proposal for the Liturgy of the Hours inculturated. The Divine Office of Communities, for over two decades of existence, has been a reference to communal prayer, which unites the richness of the ancient tradition of prayer of the Hours of the Church and the faith experiences of ecclesial communities, in dialogue with popular piety. The background motivation of this work is the realization of the need for a deeper critical analysis of the Divine Office of Communities. Specifying: the first part, offers an overview of the Divine Office of Communities, remembers its history, presents briefly the Hours of Office, its structure and elements, gestures and symbolic actions, music, ministries in the celebration of the craft and elements of inculturation found therein. The second part, which is the body of work consists of two phases: the description of instrumental analysis and application of this instrumental. The third part is devoted to the practice of the Divine Office of the Communities, their celebratory practice: some reports are presented to communities, groups and many people who celebrate this Office in the community or pray in private. We conclude that, truly, the Divine Office of Communities is a valuable proposal for Liturgy of the Hours inculturated and deserve to be approved by CNBB and recognized by the Apostolic See, as an alternative book Liturgy of the Hours for the people
Palavras-chave: Liturgia das horas inculturada
Piedade popular
Oração
Ligação fé e vida
Liturgy of the hours inculturated
Popular piety
Prayer
Connecting faith and life
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Teologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Teologia
Citação: Souza, Maria da Gloria Mélo de. Análise crítica do Ofício Divino das Comunidades. 2011. 208 f. Tese (Doutorado em Teologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18288
Data de defesa: 11-Oct-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Teologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria da Gloria Melo de Souza.pdf1,32 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.