???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18337
Tipo do documento: Dissertação
Título: CEBs: uma experiência brasileira: a utopia de ser Igreja libertadora e transformadora das estruturas sociais
Autor: Tracco, Celso Luiz 
Primeiro orientador: Souza, Ney de
Resumo: O objetivo desta pesquisa é estudar um modelo de evangelização nos centros urbanos a partir da experiência originária das Comunidades Eclesiais de Base. O processo de ocupação territorial, levado a efeito pela conquista europeia do continente americano, e mais especificamente do Brasil, foi uma imposição violenta e oficial de costumes, cultura, religião e sistema político por parte das metrópoles às suas colônias. Na evangelização da fé católica o processo foi o mesmo, imposto obrigatoriamente; como não havia possibilidade de questionamentos, também não houve preocupações maiores com um aprofundamento dos conhecimentos da fé. Nascia-se católico, por um decreto imperial, primeiro nos tempos da colônia e depois durante o império brasileiro. Partimos da premissa que a religião deve ser vista dentro de um contexto social, político e econômico, portanto, faz parte desta pesquisa a formação sócio-econômica e política da sociedade brasileira. O modelo de evangelização proposto pelas Comunidades de Base, um fenômeno de origem brasileira sem a importação de modelos europeus tão característicos de nossa cultura, partindo da base, do povo humilde e excluído, só foram possíveis graças às transformações sociais e à abertura da Igreja-instituição para essas mudanças, que ocorreram em nosso país durante meados do século XX. Uma nova forma de evangelização, apoiada em métodos que quebravam paradigmas, só foi possível pela iniciativa do clero preocupado com as reais condições sociais de seu povo. Este estudo procura entender o alcance daquele modelo evangelizador e sua possível extensão na atualidade. Esta evangelização levou à reflexão da realidade existencial e ao questionamento político, até então dominado pelas elites brasileiras. A possível extrapolação da política dentro dos canais tradicionais da Igreja, foi duramente questionada pelos setores tradicionalistas e a experiência evangelizadora colocada sob julgamento das instâncias eclesiásticas. Este estudo procura analisar se as Comunidades Eclesiais de Base, uma nova forma de ser Igreja, uma Igreja popular, tem lugar na evangelização nos dias de hoje.
Abstract: The main goal of this research is to study the evangelization model of urban performed by the Basic Ecclesial Communities. During the European occupation of the American continent, especially in Brazil, the metropolis carried out a violent imposition of habits, culture, religion and political system on their colonies. The process of evangelization was very much alike, compulsory and with no room for discussions, even though there was absolutely no concern in creating a deep general knowledge of faith. In Brazil, during the colonial and imperial periods, all persons were born catholic by imperial decree. This study assumes that religion must be seen as a part of a social, political and economic context, hence, the research includes the socioeconomic and political building of the Brazilian society. The evangelization model proposed by the Basic Ecclesial Communities is a Brazilian phenomenon, typical of the country s culture and with its origins in the lower and excluded classes. This model would not be possible without the social changes and the opening of the church as an institution to those changes, which took place in Brazil during the mid-20th century. A new, groundbreaking, form of evangelization was only possible thanks to the initiative of a clergy concerned with the poor social conditions of its people. This study intends to understand the scope of this evangelizing method and its possible extent nowadays. The evangelization led to a reflection of the existential reality and also to a political questioning, until then dominated by the Brazilian elites. This political extrapolation from the traditional channels of the church was strongly criticized by traditionalist sectors of power. Also, the new evangelizing experience was put under judgment by the ecclesiastical authorities. This study intends to investigate if the Basic Ecclesial Communities model - a new model of church, a people s church has a place in the evangelization of today s society
Palavras-chave: Comunidades Eclesiais de Base
Evangelização
Basic Ecclesial Communities
Evangelization
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Teologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Teologia
Citação: Tracco, Celso Luiz. CEBs: uma experiência brasileira: a utopia de ser Igreja libertadora e transformadora das estruturas sociais. 2014. 172 f. Dissertação (Mestrado em Teologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18337
Data de defesa: 25-Feb-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Teologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Celso Luiz Tracco.pdf627,74 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.