???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18432
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efeitos do treino de leitura na escrita em crianças: uma replicação de Lee e Pegler (1982)
Autor: Andréa, Valéria de Almeida
Primeiro orientador: Micheletto, Nilza
Resumo: O presente estudo trata-se de uma replicação do trabalho de Lee e Pegler (1982) com o objetivo de verificar se existe alguma relação funcional entre a leitura oral (textual) a escrita (transcrição). Cinco participantes que tinham dificuldades em leitura e escrita (3 meninos e 2 meninas) com idade variando de 9 a 14 anos passaram por 4 experimentos em que se buscou verificar se o treino de leitura de palavras poderia alterar a escrita das mesmas palavras quando estas lhes eram ditadas. A seqüência destes Experimentos foi variada para cada participante. Foram selecionadas 204 palavras da Língua Portuguesa, sendo selecionadas, para cada experimento, 30 dessas palavras que os participantes não poderiam ler. O procedimento em todos experimentos consistia na divisão destas 30 palavras em 3 séries de 10 palavras cada. A seguir, a leitura e escrita destas palavras eram pré-testadas. Um treino de leitura era realizado com cada série de palavras. Uma palavra era mostrada ao participante e a pesquisadora pedia para que o mesmo lesse a palavra apresentada. Se o participante não lesse a palavra corretamente, a pesquisadora lia a palavra para o participante e se o participante a lesse corretamente, ele ganhava uma ficha. O participante trocava 10 fichas por um brinquedo ou doces. O participante deveria ler esta palavra corretamente por 2 vezes consecutivas para que a segunda palavra pudesse ser treinada da mesma maneira como foi treinada a primeira palavra. O participante deveria ler corretamente a primeira e a segunda palavra treinada em quatro apresentações consecutivas (2 para cada palavra). Este procedimento era realizado até que as 10 palavras de cada série tivessem sido treinadas. Após o treino de leitura, um pós-teste para leitura e escrita através do ditado das palavras treinadas eram realizados. Este procedimento se repetiu durante os 4 experimentos realizados. O Experimento 1 buscou verificar se o treino de leitura de algumas palavras, tal como descrito, produziu alteração na escrita destas palavras. O Experimento 2 investigou se a escrita das palavras poderia melhorar após a realização de vários treinos adicionais de leitura (os treinos adicionais de leitura utilizavam o mesmo procedimento do treino de leitura aplicado no Experimento 1). Após a realização de um treino adicional de leitura, a escrita das palavras era pós-testada. Este procedimento de treino adicional de leitura e pós-teste para a escrita ocorria até que os participantes escrevessem todas as palavras corretamente ou até que 10 pós-testes para a escrita eram realizados. O Experimento 3 consistiu na realização de sucessivos póstestes para a escrita depois de realizado um treino de leitura para as palavras. Durante o Experimento 4 o participante, após o treino de leitura e teste de escrita, passava por uma fase em que as palavras eram apresentadas ao participante, mas pedia-se para o mesmo não lê-la em voz alta. Durante este procedimento de exposição da palavra, nenhuma resposta correta de leitura era conseqüenciada. Depois do procedimento de exposição da palavra, a escrita da palavra era testada. Nota-se que alguns participantes puderam ler algumas palavras sem escrevê-las corretamente e vice-versa. Todos os participantes, em todos os experimentos, passam a ler corretamente quase todas as palavras nos pós-testes de leitura. Após os treinos de leitura, os participantes apresentam melhoras na escrita destas palavras (com exceção do participante A). Os melhores resultados podem ser vistos nos Experimentos 2 e 4. Sendo que o Experimento 2 obteve melhores resultados independentemente da seqüência em que era apresentado ao participante e o Experimento 4 obteve melhores resultados quando foi o último Experimento a ser aplicado
Abstract: The present study was a replication of Lee and Pegler (1982) with the objective of verifying there is any functional relations between oral reading (textual behavior) The arder of each experiment varied from participant to participant. In each experiment 3 sets of 10 words (from a pool of 204 Portuguese words) were selected for reading training. Once selected reading and spelling responses were tested (pretests) reading of each set of words was trained. Reading training, in Experiment 1 consisted of showing a word to the participant and asking him/her to read. If the participant didn't read the word correctly, the experimenteI read the word and ifthe participant read it correctly, a token or social approval followed. Tokens were exchanged in a 10:1 fatia. The participant should read a word correctly twice before another word was inc1uded in the training. Training inc1uded a two word and alI the previously trained until the 10 words of each series had been trained. Once the reading training of a 10 word-set was completed, a reading and spelling posttest of the set was conducted. Experiment 2 investigated if the spelling of the words could be improved by additional training in reading. Additional reading training was defined as another reading training of a 10 word-set if the participant performance on the posttest was not 100% correct. Retraining was conducted up to ten times. On Experiment 3 training was followed by six successive posttests for spelling. On Experimem 4, afieI the reading training and a spelling posttest, the best spelling posttest results for four participants were found on Experiment 2. The procedure employed on Experiment 4 was effective for two participants when this was the last of the four Experiments. Never the same procedure was not effective for the one subject who was submitted to it before exposure to other experiments. All participants in all experiments read correctly all other on the posttests and all participants (except for one of them) how better spelling performance on the posttests when compared to pretest although not a perfect one
Palavras-chave: Reading
Writing
Verbal behavior
Leitura
Escrita
Comportamento verbal
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento
Citação: Andréa, Valéria de Almeida. Efeitos do treino de leitura na escrita em crianças: uma replicação de Lee e Pegler (1982). 2004. 159 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18432
Data de defesa: 13-Aug-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Valeria de Almeida Andrea.pdf16,43 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.