REPOSITORIO PUCSP Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/18575
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSchiavon, Marcellapt_BR
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4130128E1por
dc.contributor.advisor1Tosta, Rosa Mariapt_BR
dc.date.accessioned2016-04-29T14:50:05Zpt_BR
dc.date.accessioned2016-07-28T20:38:54Z-
dc.date.available2008-08-21pt_BR
dc.date.issued2007-11-23pt_BR
dc.identifier.citationSchiavon, Marcella. Abandono de recém-nascidos: um estudo teórico. 2007. 40 f. (Mestrado em Trabalho de Conclusão de Curso - TCC) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/18575pt_BR
dc.description.resumoComeçaram a ser divulgados nas mídias diversos casos de abandono de recém nascidos, muitos deles encontrados em condições de risco extremo de vida e com poucas horas de nascido. Este trabalho é teórico e visa compreender o que ocorre para que estas mulheres abandonem seus filhos nestas condições e com esta característica de muito pouco tempo de vida, com o intuito de que medidas profiláticas possam ser realizadas para que nem mãe, nem bebê sejam lesados neste momento de vida. Atualmente, temos diversas medidas contraceptivas, melhores condições na assistência a gestante e a opção do parto anônimo, no 4 qual a mulher pode optar por encaminhar seu filho a adoção sem qualquer tipo de exposição de ambos. Mas é claro que estas medidas são concretas e este trabalho visou verificar os aspectos psicológicos envolvidos. Para isto organizamos o trabalho em três capítulos: Histórico e contextualização cultural mito do amor materno; Constituição da maternidade na mulher e Experiências psicológicas: gravidez, parto e puerpério. A partir desta fundamentação, levantamos hipóteses que estão relacionadas ao porque estas mulheres abandonam seus recém-nascidos: Negação da castração, considerando o filho como equação simbólica; a importância de se ter alguém que possa ser depositário das angústias do parto, livrando a criança deste papel, dando a possibilidade de investimento materno e o fato de poder ser mãe estar diretamente relacionado com o fato de ter sido filha, assim, a mulher que abandona, possivelmente possui questões de não ter sido cuidadapor
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/35672/Marcella%20Schiavon.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentTrabalho de Conclusão de Curso - TCCpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programTrabalho de Conclusão de Curso - TCCpor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectBebês recém-nascidospor
dc.subjectAbandonopor
dc.subjectPsicanálisepor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.titleAbandono de recém-nascidos: um estudo teóricopor
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marcella Schiavon.pdf211,48 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.