???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18830
Tipo do documento: Tese
Título: A ideia de justiça na crise moral contemporânea
Título(s) alternativo(s): The idea of justice in contemporary moral crisis
Autor: Campelo, Olívia Brandão Melo 
Primeiro orientador: Chalita, Gabriel
Resumo: Esta pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de identificar o conceito de justiça na crise moral contemporânea. A sociedade vive um intenso processo de transformação de seus valores. Para responder às indagações desse momento de incerteza, a filosofia jurídica contemporânea concentra suas discussões sob as vertentes do liberalismo e do comunitarismo. Enquanto os primeiros entendem que a sociedade não é governada por determinados fins ou objetivos comuns aos seus membros, mas sim por princípios justos, os quais não pressupõem que uma determinada forma de vida seja mais correta que a outra; os comunitaristas consideram que as experiências e significações dos indivíduos são modeladas pelos ideais da sua comunidade de origem, como parte integrante dela na busca de um bem comum. Para a execução do trabalho, foi necessário um passeio pela história da Filosofia do Direito e uma breve análise sobre a ideia de Justiça na Grécia Antiga com Sócrates, Platão e Aristóteles; bem como uma passagem pelo medievo para compreender as lições de Agostinho, Tomás de Aquino e Guilherme Ockham; além de buscar uma ideia de justiça mais “moderna”, com a influência de Kant no pensamento liberal contemporâneo e a contraposição de Hegel ao pensamento kantiano. Posteriormente, foi abordada a tradição contratualista, a teoria de justiça de John Rawls e a sua visão liberal sobre o conceito de justiça. Quanto à crítica comunitarista à teoria liberal, especialmente à Rawls, foram avaliados os diagnósticos e contribuições de Alasdair MacIntyre e Michael Sandel sobre a decadência moral e a ideia de justiça no contexto atual. Concluiu-se pela existência de crise moral, considerada também crise dos valores, além de uma crise jurídica que comprometem o ideal de justiça. Assim, torna-se emergencial a retomada da racionalidade prática e o retorno da teoria das virtudes aristotélicas como forma de efetivar a ideia de justiça
Abstract: This research was developed with the objective of seeking a way to accomplish the concept of justice in contemporary moral crisis. The society is experiencing an intense process of transformation of its values. In order to answer the inquiries of this uncertain moment, the contemporary legal philosophy focuses its discussions under the strands of liberalism and communitarianism. While the the liberalism understand that society is not governed by certain common goals applied to its members, but by just principles, which do not assume that a certain way of living is more correct than the other; communitarians believe that the experiences and meanings of individuals are shaped by the ideals of their home community, as an integrated part in the search for a common good. For the realization of this paper, It was necessary a tour in the history of legal philosophy and a brief analysis of the idea of Justice in Ancient Greece with Socrates, Plato and Aristotle; a passage through the Middle Ages to understand the lessons of Augustine, Aquinas and William Ockham; followed by a search for an idea of a more “modern” justice, with the influence of Kant in contemporary liberal thought and the opposition of Hegel to Kant's thought. Subsequently, the contractualist tradition was addressed by John Rawl´s theory of justice and his liberal view on the concept of justice. In regards to the communitarian objection to the liberal theory, especially to Rawls´, it was evaluated the diagnosis and contributions of Alasdair MacIntyre and Michael Sandel about moral decay and the idea of justice in the current context. It was concluded by the existence of moral crisis, considering also the crisis of values, as well as a legal crisis that compromises the ideal of justice. Thus, it becomes necessary an emergency resumption of practical rationality and the return of the theory of Aristotelian virtues as a way of carrying out the idea of justice
Palavras-chave: Liberalismo
Comunitarismo
Justiça
Liberalism
Communitarianism
Justice
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Direito
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Direito
Citação: Campelo, Olívia Brandão Melo. A ideia de justiça na crise moral contemporânea. 2016. 119 f. Tese (Doutorado em Direito) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Direito, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18830
Data de defesa: 1-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Olívia Brandão Melo Campelo.pdf801,18 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.