???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18895
Tipo do documento: Tese
Título: Reflexões sobre a estrutura e o tempo na Demência do Tipo Alzheimer
Autor: Emendabili, Mariana Elza Tomaselli 
Primeiro orientador: Lier-DeVitto, Maria Francisca
Resumo: Este trabalho discute a classificação da Demência do Tipo Alzheimer (DTA) em estágios objetivos e bem definidos. A ideia não foi, em sentido estrito, negá-los uma vez que um agravamento da doença é observável. A meta foi refletir sobre “mudança” em termos teóricos, levando em conta que, quando a linguagem está envolvida, uma questão estrutural deve ser levantada para não deixá-la reduzida a reflexo externo de causas cerebrais e mentais. Questiono a camisa de força dos estágios referentes à progressão da doença por um discurso homogeneizante, ao me interrogar sobre o tempo e a mudança desde uma perspectiva linguística estruturalista e de uma aproximação com a Psicanálise, que implica o sujeito e, por aí, a especificidade de cada caso. Tratei de mostrar que minha posição é outra: é uma que implica a relação com o Interacionismo e que faz compromisso com a Clínica de Linguagem. Assumo, então, as bases teóricas desta Clínica e as consequências da adoção de uma vertente estruturalista da linguagem na lida com pacientes com DTA. As reflexões encaminhadas nesta tese estão inseridas nos pressupostos teóricos do Grupo de Pesquisa “Aquisição, Patologias e Clínica de Linguagem”, coordenado pelas Dras. Maria Francisca Lier-DeVitto e Lucia Arantes
Abstract: This work discusses the classifications of the stages of DTA, not in order to deny them once there is an aggravation observed in the condition. The idea is to consider changing when language is involved and is reduced to reflection of brain and mental causes that are given in a chronological time. I question the strictness of the stages of progression of the disease for a homogenized discourse, when I question myself about the time and changing from a structuralist linguistic perspective and one that approaches Psychoanalysis, which implies the subject, and, therefore, the specificities of each case. I presented a different position: one that implies relation to Interactionism and that commits to the Language Clinic. I therefore adopt the theoretical background of such Clinic and the consequences of adopting a structuralist side of the language when dealing with patients with DTA. The considerations in this theses are merged in the theoretical assumptions of the research group “Acquisition, Pathology, and Language Clinic”, coordinated by Dr. Maria Francisca Lier-DeVitto and Dr. Lucia Arantes
Palavras-chave: Linguagem
Estrutura
Demência
Language
Structure
Dementia
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Emendabili, Mariana Elza Tomaselli. Reflexões sobre a estrutura e o tempo na Demência do Tipo Alzheimer. 2016. 108 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18895
Data de defesa: 8-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mariana Elza Tomaselli Emendabili.pdf441,28 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.