???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18900
Tipo do documento: Dissertação
Título: A pessoa com deficiência no mundo do trabalho: discurso e atividade
Autor: Gregio, Leticia Amoroso 
Primeiro orientador: Silva, Maria Cecília Pérez Souza e
Resumo: Com o intuito de promover a inclusão social e combater a discriminação e o preconceito, a lei compensatória nº 8.213 de 1991 estabelece uma política de ação afirmativa ao determinar a contratação de trabalhadores com deficiência por meio de um sistema de cotas. Pensando neste grupo, que passa a ser inserido por uma lei em um novo espaço social, esta pesquisa tem como objetivo compreender de que maneira a pessoa com deficiência é inserida no mercado de trabalho e refletir sobre a distância entre aplicação da lei compensatória nº 8213 de 1991 e a atividade de trabalho de uma pessoa com deficiência. Como fundamentos teóricos, apoiamo-nos, do ponto de vista da linguagem, nos pressupostos enunciativo-discursivos desenvolvidos por Dominique Maingueneau, com ênfase nas noções de cena de enunciação, embreagem enunciativa e paratopia. Recorremos também aos princípios da Ergologia, abordagem multidisciplinar proposta por Yves Schwartz e equipe, consubstanciada no “Manifesto por um ergoengajamento” (2009/2011), que entende o trabalho como atividade singular na qual o homem mobiliza seu corpo e sua mente a partir de aspectos sociais, culturais e históricos que o perpassam. Do ponto de vista metodológico, procedemos à análise discursiva e ergológica do manual publicado pelo governo federal em 2007 “A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho”, a fim de entender as razões da criação da lei de cotas; procedemos também, com base em alguns dos princípios postulados pela Ergonomia da Atividade, à observação da atividade de uma pessoa com deficiência visual em seu ambiente de trabalho, visando entender como se dá essa inserção. A partir do corpus e dos fundamentos teóricos e metodológicos utilizados foi possível, portanto, propor que as pessoas com deficiência incluídas no mercado de trabalho por meio da ação afirmativa em questão pertencem a um grupo paratópico, ou seja, elas, ao mesmo tempo, estão e não estão legitimadas no espaço laboral
Abstract: In order to foment social inclusion and fight prejudice and discrimination, the compensatory law No. 8213 of 1991 establishes an affirmative action policy determining the recruitment of disabled workers through a quota system. Thinking in this group, which is inserted in a new social space by a law, this research seeks to understand how a person with disabilities is inserted in the labor market and reflect on the distance between application of the compensatory law No. 8213 of 1991 and work activity of a person with disabilities. As theoretical foundations, we based this research, from the point of view of language, in the enunciative-discursive assumptions developed by Dominique Maingueneau, with emphasis on notions of enunciative scenes and paratopia. We use the principles of Ergology, multidisciplinary approach proposed by Yves Schwartz and his team, called the “Manifesto for an ergo-engagemente”, which understands the work as a singular activity on which a man mobilizes your body and your mind from social, cultural and historical aspects that pertain. From the methodological point of view, we proceed to the discursive and ergological analysis from the manual published by the federal Government in 2007 "The inclusion of person with desabilities in the labor market”, in order to understand the reasons of the creation of the law of quotas. We also proceed, based on some of the principles postulated by the Ergonomics of the activity, to the observation of the activity of a person with visual impairment in their working environment, in order to understand this insertion. From the corpus and the employed theoretical and methodological underpinnings, was possible, therefore, propose that people with disabilities are included in the labor market, through this affirmative action in question, belongs to a paratopic group, that is, they are and are not, at the same time, legitimized in working space
Palavras-chave: Pessoa com deficiência
Trabalho
Análise do discurso
Person with disabilities
Discourse analysis
Ergology
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Gregio, Leticia Amoroso. A pessoa com deficiência no mundo do trabalho: discurso e atividade. 2016. 81 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18900
Data de defesa: 27-Jun-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leticia Amoroso Gregio.pdf1,17 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.