???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20093
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cultura Hip-Hop e Serviço Social: a arte como superação da invisibilidade social da juventude periférica
Título(s) alternativo(s): Hip-Hop Culture and Social Service: art as an overcoming of the social invisibility of the peripheral youth
Autor: Arruda, Daniel Péricles 
Primeiro orientador: Martinelli, Maria Lúcia
Resumo: Esta tese tem por finalidade propor uma leitura crítica acerca das interfaces entre a arte e a invisibilidade social da juventude periférica e oferecer uma construção de conhecimento na/para a área, principalmente para o Serviço Social. No que se refere à arte, na perspectiva crítica, enfatizamos a cultura hip-hop por ser uma das modalidades artísticas mais significativas para a juventude periférica. Para a realização deste estudo, foi importante a análise bibliográfica acerca do tema, bem como a análise de músicas, poesias, filmes, documentários e reportagens. Esta pesquisa tem por base o legado marxiano e a tradição marxista, porém, sem recusar importantes contribuições de outras matrizes teóricas condizentes com essa abordagem. Trata-se de um estudo qualitativo (com a apresentação de dados quantitativos), por meio da história oral, com foco nos depoimentos dos sujeitos entrevistados. Para isso, foram entrevistados três sujeitos que fazem parte da cultura hip-hop. Sendo: dois jovens com média de idade de 26,5 anos – ambos residentes no distrito de Brasilândia, Zona Norte de São Paulo/SP –, e um sujeito adulto – com cerca de 50 anos – que reside em São Bernardo do Campo/SP, porém é conhecido em âmbitos nacional e internacional em razão de sua militância na cultura hip-hop. As entrevistas realizadas com os jovens tiveram por objetivo compreender o modo como eles vivenciam a arte em sua trajetória de vida e em sua experiência cotidiana na comunidade onde moram. A entrevista realizada com o adulto teve por objetivo compreender a sua vivência enquanto jovem e a sua prática atual com a juventude, por meio da cultura hip-hop. O percurso analítico realizado demonstrou que a cultura hip-hop apresenta elementos significativos para o Serviço Social e que a superação da invisibilidade social por meio da arte é possível a partir do momento em que estiver relacionada à cultura por meio das relações cotidianas construídas a partir de sociabilidades territoriais significativas
Abstract: This thesis aims to offer a critical reading about the interfaces between art and the social invisibility of the peripheral youth and offer a construction of knowledge in/to the area, mainly for Social Work. As far as art is concerned, in the critical perspective, we emphasize hip-hop culture as one of the most significant artistic modalities for the peripheral youth. For the accomplishment of this study, the bibliographic analysis on the subject was important, as well as the analysis of songs, poetry, films, documentaries and reports. This research is based on the Marxian legacy and the Marxist tradition, however, it does not deny important contributions from other theoretical matrices consistent with this approach. It is a qualitative study (with the presentation of quantitative data), through oral history, focusing on data collected from an interviewed group of individuals. For this, three people who belong to the hip-hop culture were interviewed. Two young people with an average age of 26.5 years - both living in the district of Brasilândia, in the North Zone of São Paulo / SP -, and one individual about 50 years old - who lives in São Bernardo do Campo / SP, whom is a well known figure in national and international scopes because of his militancy in the hip-hop culture. The interviews conducted with the two people who live in Brasilândia aimed to understand how they experience art in their life trajectory and their daily experience in the community where they live. The interview with the Sao Bernardo resident was focused on understanding his early life and his current practice with youth, through the hip-hop culture. The analytic course demonstrated that hip-hop culture presents significant elements for Social Work and that overcoming social invisibility through art is possible from the moment it is related to culture through daily relationships built from significant territorial sociabilities
Palavras-chave: Serviço Social com a juventude
Hip-Hop (Cultura popular) - Brasil
Juventude na arte
Social Sork with youth
Hip-Hop Culture
Youth in art
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Arruda, Daniel Péricles. Cultura Hip-Hop e Serviço Social: a arte como superação da invisibilidade social da juventude periférica. 2017. 228 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20093
Data de defesa: 7-Apr-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Daniel Péricles Arruda.pdf7,26 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.