REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/20257
Tipo: Dissertação
Título: O professor, de Cristovão Tezza: uma paródia fáustica
Título(s) alternativo(s): The professor, by Cristovão Tezza: a faust parody
Autor(es): Fernandes, Maria Aparecida
Primeiro Orientador: Brait, Elisabeth
Resumo: Esta dissertação tem por objetivo propor a leitura de O professor, de Cristovão Tezza, enquanto uma paródia baseada no tema de Fausto, romance que, segundo a crítica especializada, pode ser considerado como uma de suas mais ambiciosas obras. Inicialmente, a pesquisa apresenta um panorama sobre os escritos de Tezza – seus romances, resenhas, ensaios e produção acadêmica –, corroborando assim a relevância do autor como um dos grandes nomes no cenário da literatura brasileira contemporânea. O trabalho prossegue delineando os principais aspectos desse romance, traçando a origem do mito de Fausto e apontando para sua importância na literatura ainda nos dias de hoje. Fausto, uma personagem marcada pela busca de controle sobre o humano e sobre a natureza, projeta sua sombra sobre o narrador-protagonista, Prof. Heliseu, lembrando a força de uma ideologia fáustica que está mais do que nunca em processo. Portanto, a leitura do romance deve encontrar uma chave de abertura para o convincente universo monológico criado pelo discurso autoritário do narrador. A chave é fornecida pela teoria bakhtiniana da linguagem, que inescapavelmente conduz ao questionamento da palavra unilateral desse narrador, e que chega a desafiar até mesmo os próprios limites da linguagem. Essa pesquisa é realizada pela investigação sobre os vários jogos de linguagem identificados no texto e seus usos paródicos. Jogos que entrelaçam diferentes tipos de discurso no romance O professor: poesia, historiografia, ensaio, lenda. A dissertação também enfoca a relação dialógica entre aspectos da antiga sátira menipeia com a paródia. Análise que é desenvolvida de acordo com a perspectiva bakhtiniana sobre a associação entre os gêneros literários sérios e cômicos, levando em consideração as categorias propostas pelo teórico russo. Como conclusão, pode-se afirmar que a presença do grotesco cria uma atmosfera carnavalizada que permeia o todo da narrativa
Abstract: The dissertation proposes a reading of Cristovão Tezza’s novel O professor [The Professor] as a parody based on the Faust theme. According to critics, that romanesque prose is considered one of the most ambitious book written by Tezza. Initially the research presents an overview of Tezza’s writings: his novels, reviews, essays and academic production, corroborating the author’s relevance as a major name in contemporary Brazilian literature. The work then delineates the novel’s main aspects, tracing the origin of the Faust myth and pointing to its importance in literature up to the present time. Faust, a character who sought control over man and nature, projects a shadow on the novel’s narrator and protagonist, Prof. Heliseu, reminding us that a ‘faustic’ ideology is more than ever in progress. Consequently, the reading of the novel must find out an opening key to the convincing monologic world created by the narrator’s authoritative speech. The key is given by Bakhtin’s theory of language which leads inescapably to the questioning of the narrator’s unilateral word and even challenges the very limits of language. The research is made through the investigation of various intertextual games of language and their parody usages. Games which intertwine different types of discourse in the novel O professor [The Professor]: poetry, historiography, essay, legend. The dissertation also focus on the dialogic relation between aspects of the ancient Menippean satire and the parody. The analysis follows a Bakhtinian perspective on the mingling of serious and comic literary genres taking into consideration the categories proposed by the Russian phylosopher. As a conclusion it could be stated that the presence of the grotesque creates a carnivalistic atmosphere which pervades the whole narrative
Palavras-chave: Tezza, Cristovão [1952-] - Crítica e interpretação
Dialogismo (Análise literária)
Paródia
Tezza, Cristovão [1952-] - Criticism and interpretation
Dialogism (Literary Analysis)
Parody
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Fernandes, Maria Aparecida. O professor, de Cristovão Tezza: uma paródia fáustica. 2017. 149 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20257
Data do documento: 22-Jun-2017
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Maria Aparecida Fernandes.pdf1,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.